Homem acusa médicos do Samu de negar atendimento a idoso por temer contágio por coronavírus: ‘Me senti revoltado’

Um indivíduo que vive no bairro de Periperi, em Salvador, acusou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de se negar a atender o tio dele por medo que o idoso estivesse infectado com covid-19.

Segundo Leandro Potoja, o tio de 78 anos, conhecido como Jurandir, teve um mal-estar e começou a tremer as mãos. Quando a equipe do Samu chegou, se recusou a encostar no idoso.

“Não é o procedimento padrão. A gente está tomando conhecimento através dessa matéria. O procedimento deve ter sido adotado por um profissional técnico de enfermagem. A médica que estava atendendo estava no telefone. Logo ela identificou a necessidade de uma unidade de suporte avançado, diante da suspeita de Covid-19. Aí sim, uma unidade com suporte médico, com médico e enfermeiro, foi encaminhada essa unidade que, em função de ser Covid-19, a equipe precisa se paramentar com todos os equipamentos dentro do padrão de proteção individual”, disse Ivan Paiva, coordenador de atenção as urgências de Salvador.

Depois que a ambulância foi embora, Jurandir voltou a passar mal e foi socorrido pelo próprio sobrinho e por enquanto encontra-se com um quadro de saúde estável.

Categoria(s): Regional.

Comente: