Hidroxicloroquina reduz risco de morte por coronavírus em até 30%, diz estudo

Um estudo italiano aponta que a hidroxicloroquina reduz o risco de morte por Covid-19, doença causada pela Covid-19, em 30%.

Além disso, o levantamento analisou 3.451 pacientes com a doença no período de 19 de fevereiro a 23 de maio em 33 hospitais em diversas regiões da Itália. Para obter o resultado, os dados desses pacientes foram comparados àqueles que não receberam o medicamento.

A pesquisa é do Mediterranean Neurological Institute e da Universidade de Pisa, na Itália, publicado no European Journal of Internal Medicine.

De acordo com o autor do estudo, o epidemiologista Augusto Di Castelnuovo, “os pacientes tratados com hidroxicloroquina tiveram uma taxa de mortalidade hospitalar 30% menor em comparação com aqueles que não receberam esse tratamento”.

Segundo a pesquisa, os resultados positivos ocorreram principalmente em pacientes que apresentavam um estado inflamatório mais evidente no momento da internação.

“Nossos dados foram submetidos a análises estatísticas extremamente rigorosas, levando em consideração todas as variáveis ??e possíveis fatores de confusão que pudessem entrar em jogo. A eficácia do medicamento foi avaliada em vários subgrupos de pacientes ”, afirmou Di Castelnuovo.

A hidroxicloroquina também está sendo utilizado no tratamento da malária e de doenças autoimunes, como artrite reumatoide, lúpus eritematoso sistêmico e síndrome antifosfolipídica.

Mais recentemente, apresentou um papel promissor em infecções virais já que inibe a entrada e disseminação viral em em modelos in vitro e in vivo, conforme descreve o estudo.

Categoria(s): Destaque, Internacional.

Comente: