Guia de turismo, pastor e músico estão entre as vítimas do acidente com 25 mortos na BA

Um guia de turismo, um presbítero, uma diaconisa e um músico estão entre as vítimas do trágico acidente envolvendo um micro-ônibus e um caminhão carregado de mangas, ocorrido na noite deste domingo na BR-324, próximo à cidade de São José do Jacuípe, no norte da Bahia. O fatídico choque frontal ocorreu quando o veículo, que transportava passageiros de volta de uma excursão à praia de Guarajuba, colidiu com o caminhão.

Entre as vítimas identificadas, destaca-se a guia turística Michele Silva, de 30 anos, que desempenhava o papel de agendamento de excursões e elaboração de contratos para a empresa Naldo Transportes, responsável pelo ônibus envolvido no acidente. O advogado da família, João Daniel da Conceição, confirmou a informação, esclarecendo que o pai de Michele era o proprietário da empresa, e eles mantinham uma relação comercial. João Nilson, também falecido no acidente, era o motorista do ônibus no momento da colisão.

O grupo, formado por amigos, realizava essas excursões quase mensalmente para explorar diferentes praias, como a recente visita a Morro de São Paulo durante o Ano Novo.

Outra triste perda inclui uma família ligada à Assembleia de Deus Madureira Jacobina, composta pelo presbítero Erivaldo, a diaconisa Tatiane e o filho Emanuel.

Considerados “uma família abençoada, de Deus”, eram membros ativos na igreja, como testemunhado pela nota de pesar publicada pela congregação nas redes sociais.

O saxofonista Gleidson Andrade, que recentemente se apresentou no Réveillon com o cantor Davi Lucca, também integra a lista de vítimas. Seu último post nas redes sociais o mostra tocando saxofone, e Davi Lucca expressou sua tristeza pela perda do amigo.

O acidente, que resultou em 25 mortes, sendo 21 passageiros do ônibus e três ocupantes do caminhão, incluindo uma gestante, deixou seis feridos. As circunstâncias e as condições de saúde dos sobreviventes ainda não foram detalhadas.

As autoridades estão conduzindo exames periciais no local para identificar as vítimas e determinar as causas da colisão.

Da redação do Acontece na Bahia

Foto: Reprodução