Governador e prefeitos prorrogam as medidas restritivas em Salvador e região metropolitana até dia 22

Uma notícia tem repercutido nesta sexta-feira (12). Em decisão conjunta entre o prefeito de Salvador, Bruno Reis, governador Rui Costa e lideranças de cidades da região Metropolitana (RMS), ficou acertado que Salvador terá a prorrogação das medidas de segurança até às 5h do dia 22 de março. A decisão foi tomada com base na ocupação de leitos de UTI acima de 80% há mais de duas semanas. 

Diante da nova determinação, aquelas atividades que são consideradas não essenciais continuam suspensas e somado ao toque de recolher das 20h às 5h estendido até o dia 1° de abril objetivam diminuir a circulação das pessoas e disseminação do coronavírus com possível colapso na saúde. 

O prefeito de Salvador informou que hoje na cidade 55 pacientes estavam na espera por internação em leito de UTI na rede privada e 76 pacientes aguardavam  leito de UTI  na rede pública: “Diante do que nós estamos vendo na Bahia e no Brasil, não resta outra medida a ser tomada que não prorrogar por mais sete dias para, através do isolamento social, tendo em vista que somente a abertura de leitos não vai resolver o problema, só com o isolamento social e redução da taxa de contágio, é que a gente vai conseguir passar por esse momento crítico, o pior momento que Salvador está vivendo desde a chegada do coronavírus ao Brasil”, afirmou Bruno Reis. 

Ficou agendado ainda uma reunião entre os gestores a ser realizada na próxima terça-feira (16), com o objetivo de discutir protocolos de retomada das atividades comerciais e dos serviços a fim de se evitar aglomerações e riscos decorrentes da contaminação por covid 19.  

 

Da redação do Acontece na Bahia  

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: