Governador afirma que quadrilha tinha interesse em manter Lázaro escondido: “Não era lobo solitário”

Uma notícia tem circulado nas redes sociais nesta segunda-feira (28). O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), afirmou logo após a morte de Lázaro Barbosa que as investigações continuam para prender uma quadrilha que segundo ele tinha “interesse em manter o psicopata sob seu comando”. A revelação foi dada pelo governador a rede Record, em entrevista concedida nesta segunda-feira.

‘‘Agora, Além de Lázaro, estamos desbaratando uma grande quadrilha que tinha interesse em manter esse psicopata sob o seu comando para fazer o terrorismo na região’’, disse o governador Caiado.

O governador ressaltou que Lázaro não agiu como ‘lobo solitário’, mas outras pessoas estavam apoiando o criminoso.“Ele estava muito bem alimentado, tinha condições de passar a noite em alguns locais, era muito bem informado, tinha telefone celular com bateria recarregada. Tudo isso mais os R$ 4,4 mil em seu bolso mostram que toda uma estratégia estava sendo montada para tirá-lo do cerco e levá-lo para outro lugar do país”, afirmou.

Com o fim das buscas a Lázaro, o governador disse que começa um trabalho de investigação policial para descobrir a quem de fato interessava a fuga de Lázaro, que segundo Caiado era usado quase como ‘‘pistoleiro profissional.’’

Ronaldo Caiado afirmou que o major Edison, responsável pela operação que possibilitou a captura de Lázaro disse que a troca de tiros foi iniciada pelo fugitivo. Lázaro ainda recebeu atendimento e foi encaminhado a hospital mas não resistiu aos ferimentos. Mas não é só isso…

“O major Edison me relatou que, tão logo se aproximaram dele [Lázaro], ele tinha a visão de todos os policiais e quem iniciou o tiroteio foi exatamente ele [Lázaro], que tinha uma pistola .380. E aí foi revidado pela equipe comandada pelo major Edison – tenho quase certeza de que eram, no total, cinco policiais”, contou o governador.

Lázaro Barbosa foi morto em confronto com a polícia, após supostamente ter ido encontrar o filho na casa da ex-sogra. Na saída entrou em confronto com as forças de segurança e foi atingido após troca de tiros.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: