Globo é proibida de exibir documentos do caso Flávio Bolsonaro

Na última sexta-feira (4), a Justiça Carioca proibiu o canal de televsião Globo de expor quaisquer documentos ou peças do processo que envolvem a investigação sobre o esquema de “rachadinhas” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) — que corre em sigilo.

As informações são da Revista Veja.

Os advogados Rodrigo Roca e Luciana Pires, responsáveis pela defesa do senador Flávio Bolsonaro, entraram com uma ação ontem (3) na 33ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e conseguiram na tarde de hoje (4) uma tutela provisória proibindo.

O gabinete de Flávio Bolsonaro, então deputado estadual, está entre os investigados e a suspeita era que o esquema de desvio de recursos, que ficou conhecido como “rachadinha”, no gabinete do filho do presidente era coordenado pelo ex-policial militar Fabrício Queiroz, então assessor parlamentar de Flávio.

Por fim, a decisão foi proferida pela Juíza Cristina Serra Feijó.

Categoria(s): Politica.

Comente: