Search
Close this search box.

Garotinho cearense de 4 anos viraliza nas redes sociais após reação inusitada: ‘O que foi, mulher?’

A história do pequeno Duduzinho, um cearense de apenas 4 anos, ganhou as redes sociais. Nascido em Irauçuba, no interior do Ceará, o menino chamou a atenção após ter sido filmado pela prima Natali Torres. “O que foi, mulher? O que foi que te mordeu?”. A mão coçando a cabeça e o olhar confuso de José Eduardo dos Santos Lima — ou apenas Duduzinho — encantou a todos com sua reação inusitada após a prima ter sido picada por um inseto e gritar.

O vídeo com a reação do menino já conta com milhões de visualizações. Eram 21 milhões no Instagram e 10 milhões no TikTok, até a publicação desta reportagem. Juntando os perfis oficiais, o pequeno cearense já tem mais de 1 milhão de seguidores. Além disso, o vídeo foi reproduzido em outros contextos, por pessoas que usaram a reação da criança para criar novos cenários.

Natali Torres, responsável pelo vídeo. Ela é natural de Monsenhor Tabosa, outro município do interior cearense, mas atualmente mora no Rio de Janeiro. Ela estava no Ceará para passar um tempo na casa dos avós.Natali estava na casa da família, em Irauçuba, quando decidiu passear com o primo.

No caminho, ela foi picada por um inseto chamado de “mutuca” (Chrysops relictus) no Ceará. As fêmeas desse animal se alimentam de sangue. Com isso, ela gritou e acabou assustando Duduzinho.

“Eu gosto de ficar filmando tudo, para ficar de recordação na minha galeria. Quando eu gritei, eu estava filmando e consegui gravar a reação dele. Eu só conseguia rir da carinha dele, porque a reação foi muito fofa”, explicou Natali. Ela disse que, então, decidiu publicar o vídeo nas próprias redes sociais, mas não esperava tanta repercussão.

“Para a família, está sendo uma explosão de emoções. A gente fica sem acreditar que o Dudu está viralizando. A mãe dele já se emocionou muito. Todo mundo está feliz por ele”, explicou a prima.

Após viralizar, Natali decidiu criar uma campanha e vaquinha para conseguir melhorar a qualidade de vida de Duduzinho. O menino tem problemas nas amígdalas, o que dificulta a respiração e a alimentação dele. “Quero agradecer primeiramente a Deus, e a todo mundo que está ajudando”, agradeceu Natali.

A família inicialmente colocou uma meta de R$ 10 mil, mas já havia ultrapassado os R$ 20 mil até a publicação desta reportagem. O dinheiro será usado para consultas, exames e uma cirurgia.

“Se você abrir a boquinha dele, dá para ver que a garganta é quase tampada. Em alguns vídeos, dá até para ver que ele respira bem forte”, comentou a prima de Duduzinho.

O menino mora com mais quatro irmãos e o pais em uma casa de taipa em um assentamento de Irauçuba. “Nesse tempo chuvoso, deu uma chuva forte e alagou a casa dele. As paredes ficam úmidas. Isso pode fazer ele piorar ou causar alguma doença nos irmãos dele”, lamentou Natali./g1

Foto: Reprodução

Fonte: G1