Funcionários da Caixa garantem paralisação nesta terça em algumas agências de todo o país

Uma notícia está sendo destaque nesta segunda-feira (26). Os funcionários da Caixa de todo país pretendem paralisar amanhã, terça-feira e permaneceram assim por 24h.

De acordo com as informações do Sindicato dos Bancários da Bahia, a paralisação é uma resposta contra a abertura de capital da Caixa Seguridade – um braço do banco que atua nas áreas de seguro e previdência-, que, segundo o líder do Sindicato, Luiz Claudio, descumpre duas das instruções da Comissão de vendas das ações na IPO da Caixa Seguridade e ameaça para uma privatização.

“A Caixa Econômica Federal comete um crime quando, primeiro, cobra de forma abusiva de seus funcionários a venda de ações da IPO sem uma preparação e determinação de quem efetivamente poderia vender os papéis. Outro crime colocado também é oferecer es ações para 100% dos seus clientes, quando apenas 10% estaria qualificado para a compra, seja pela sua condição financeira, seja por sua perspectiva de investimento de médio e longo prazo”, explica Luiz Claudio.

A mobilização também é uma ação em prol da contratação dos aprovados no concurso de 2014. Os concursados aprovados lutam na Justiça e vem tendo vitórias para considerar válidas as contratações dos aprovados no concurso daquele ano, mas ainda não estão trabalhando. Além disso, exigem maior proteção contra a Covid-19 nas agências, inclusão dos empregados da linha de frente no grupo prioritário da vacina; e pelo pagamento integral da PLR Social, que foi retirada dos trabalhadores.

O presidente do Sindicato de Bancários da Bahia, o vereador Augusto Vasconcelos (PCdoB), informou ao portal Metro1 que os protestos aconteceram nas principais cidades do estado baiano e em Salvador acontecerá às 7h da manhã, em agência da Caixa 2006, na Avenida Sete.

Ainda segundo o vereador, algumas unidades poderão abrir, mas que será divulgada após uma Plenária que acontecerá hoje.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: