França investiga mortes causadas por pílula

 

A agência que regula os medicamentos na França confirmou que liga a morte de quatro mulheres no país diretamente ao uso Diane 35, um remédio para a acne amplamente receitado como contraceptivo.

A revelação foi feita após o jornal “Le Figaro” ter acesso a um relatório confidencial do órgão francês sobre complicações do medicamento. As mortes teriam sido causadas por trombose venosa profunda, mas há relatos de AVC (Acidente Vascular Cerebral) e outros problemas.

Segundo o documento, nos últimos 25 anos, 125 mulheres tiveram complicações que puseram suas vidas em risco devido ao uso do Diane 35 ou de seus genéricos.

Depois das revelações, a Ema (Agência Europeia de Medicamentos) decidiu abrir uma investigação sobre o remédio e as pílulas de nova geração, como Yaz e Yasmin.

A Anvisa afirmou que está atenta à situação e “analisa os desdobramentos do caso”.

Fonte: Folha de São Paulo.

Categoria(s): Internacional.

Comente: