Familiares e amigos fazem manifestações em memória do tio e sobrinho que foram torturados e mortos após suposto furto em mercado

A população de Salvador e agora de todo o Brasil clama por justiça pelo crime bárbaro que aconteceu nesta semana na localidade da Polemica. Durante a tarde de sexta-feira (30), a esposa de Bruno Barros, um dos homens que foram achados mortos, com sinais de torturas dentro do porta-malas na última segunda-feira (26), fez um protesto em frente ao supermercado Atakarejo, onde teria ocorrido o suposto furto dos produtos alimentícios

Em entrevista ao portal G1, Paula Santos, contou que todos estão estão muito tristes com a situação, e que a sua filha, de 12 anos, está totalmente desolada com o crime ocorrido com o pai. Na última quinta-feira (29) os familiares divulgaram áudios que  revelavam que Tio que teria furtado carne com sobrinho em mercado pedia R$ 700 para ser ‘solto’, enquanto era ‘entregue’ juntamente com o sobrinho para traficantes da região.

A dona de casa desabafou dizendo, que estava casada com o Bruno há 15 anos, e comentou que a filha está psicologicamente abalada, entretanto, Paula, não sabe como pode ajudar a filha a lidar com a situação.

“Ele era um pai carinhoso, atencioso. Tinha um amor enorme por essa filha. Filha única. E hoje estou com minha filha em casa, chamando pelo nome dele, e eu nem sei o que dizer”, desabafou Paula.

Ainda de acordo com a matéria, Paula contou que o marido de 29 anos, trabalhava como ajudante de pedreiro, porém, estava desempregado. Ela afirmou que segue lutando por justiça.

“Eu não vou poder tapar esse buraco que ficou nela [na filha]. Mas que Deus me ajude a suprir metade do que ela vai precisar de agora em diante”, concluiu.

Vários familiares e amigos de Yan Barros e Bruno Barros, fizeram uma passeata onde ambos moravam e, em seguida, fizeram uma manifestação em frente ao supermercado Atacadão Atakarejo, que fica situado na localidade da Polemica.

Ian Barros e Bruno Barros foram encontrados sem vida na noite de segunda-feira (29). Eles foram torturados, levaram golpes de facadas e receberam muitos disparos de tiro.O crime segue sendo investigado pela Polícia local.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: