Família é indiciada após abrir caixão de vítima com covid-19 e contrair o vírus

Na última quinta-feira (18), cinco familiares foram indiciados pela Polícia Civil, em Mario Campos, região metropolitana de Belo Horizonte, após abrir o caixão de uma idosa que morreu em decorrência do novo coronavírus.

No dia 26 de abril, parentes não cumpriram as recomendações de isolamento social, abriram o caixão da vítima durante o velório e acabaram contraindo a covid-19. A prática é considera uma infração de medida sanitária.

“Após este episódio, todos os parentes foram cientificados e assinaram termo de responsabilidade para cumprirem o isolamento social, de forma que de todos eles, que acompanharam o enterro, cinco testaram positivo para Covid-19”, afirmou o delegado Ricardo Cesari Oliveira.

No entanto, os cinco parentes que se comprometeram a ficar em casa após assinar um termo de responsabilidade, não se isolaram, conforme indica a fiscalização da prefeitura e a Polícia Militar. Dessa forma, foram indiciados pelo crime contra a saúde pública, podendo pegar detenção de um mês a um ano e pagar multa.

A cidade Mario Campos, segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES), tem 33 casos confirmados de covid-19 e um óbito.

Categoria(s): Nacional.

Comente: