“Falei para não se apaixonar por assassino”, diz mãe de adolescente morta

Na manhã desta terça-feira (14), Gabrielly Miranda, de 18 anos, foi morta vítima de um suposto jogo de roleta-russa, em Samambaia. Ela se relacionava com o suspeito desde seus 15 anos e havia acabado de completar o ensino médio.

Abalada com a morte da filha, Wildiani da Silva Souza Miranda, chorava e gritava quando chegou no local do crime. Ela mesma já teria se envolvido com Leonardo Pereira, identificado como o autor do tiro.

“Falei para não se apaixonar por assassino. Ele tem que morrer, meu Deus!”, desabafava a mãe da vítima, “Não acredito que esse homem fez isso com a minha filha. A minha filha não, meu Deus! Ele acabou com a minha vida”. Wildiani contou aos policias que Leonardo já teria ameaçado a filha de morte.

Segundo a versão de Leonardo, ele teria passado a madrugada bebendo com Gabrielly, quando resolveram jogar roleta-russa. O suspeito diz que a jovem realizou o primeiro acionamento do gatilho, mas a arma não disparou.

Logo após, ele apontou para a cabeça da namorada e disparou. Gabrielly morreu na hora. O homem foi preso após o crime.

O casal estava juntos a mais de três anos. A amiga da vítima, Patricia Carvalho, conta que a vítima era agredida constantemente pelo namorado.

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Nacional.

Comente: