Ex-sem-teto agradece mulher após mudar de vida, mas afirma que se arrepende: “Se eu pudesse voltar o tempo”

O ex-morador de rua Givaldo Alves de Souza disse à Record TV nesta sexta-feira (15) que é grato pela mudança de vida por que tem passado devido ao episódio no qual foi flagrado mantendo relações sexuais com a esposa de um personal trainer em Planaltina, no Distrito Federal, em março deste ano.

Entretanto, ele afirma que se arrepende do que aconteceu, sobretudo devido ao estado de saúde da mulher envolvida no caso. Apesar disso, desde o acontecimento Givaldo tem lucrado com a história trágica que levou a mulher à internação em um hospital psiquiátrico.

Durante a entrevista, Givaldo confirmou que acredita que o fato “veio para o bem”. Questionado sobre o estado da mulher, ele disse que lamenta a internação e que um laudo tenha constatado a hipótese de transtorno psicótico.

“Se eu pudesse voltar o tempo, eu não olharia para trás. Eu olhei para me dar o direito da dúvida. Mas, se eu pudesse voltar, eu não olharia”, comentou Givaldo. “Espero que ela esteja bem, que ela se cuide”, acrescentou.

Givaldo declarou que não estuprou a mulher envolvida no caso e disse que está à disposição dos órgãos de investigação para prestar os esclarecimentos necessários. “Não sou homem capaz de forçar uma pessoa a nada. Minha família me mandou quatro advogados de outro estado para me levar para lá. Mas minha consciência é de que eu não fiz nada de errado. Foi aqui [em Brasília] que aconteceu.”

Com o retorno obtido depois da exposição do fato, Givaldo saiu da situação de rua e atualmente mora em um hotel de luxo em Brasília, apesar de estar sob investigação. Ele acumula milhares de seguidores nas redes sociais e é visto em diversas festas pelo país.

Além disso, Givaldo vende sua imagem a um perfil na internet que cobra R$ 100 para gravar vídeos personalizados nos quais o ex-morador de rua pode enviar mensagens de parabéns, convocar para eventos e até fazer piadas de cunho sexista citando o nome de pessoas que compraram o material. Na entrevista à Record TV, ele revelou que também ganha dinheiro fazendo transações com criptomoedas.

Givaldo reconhece que a sua reputação pode estar manchada perante a sociedade, mas pediu que as pessoas não o julguem. “Sei que muitas pessoas podem me subjugar, pois são induzidas por pessoas de quem são fãs. Não culpo, não julgo. Inconsequentemente ou inconscientemente, se elas estivessem no meu lugar, talvez não me julgassem da forma que fazem.”

Do Portal Record

Tag(s): .

Categoria(s): Destaque.

Comente: