Ex-presidente Dilma Rousseff recusa convite para ser vacinada: “inaceitável fura a fila”

Uma notícia circulou na rede nesta manhã de sexta-feira (22). A ex-presidente Dilma Rousseff afirmou que recusou um convite do governo de São Paulo para ser vacina, na tarde de ontem (21). Em nota, a ex-presidente afirmou: “é inaceitável furar a fila, que deve ser estritamente respeitada por todos os brasileiros”.

Ainda em nota, a petista afirmou motivos de “ética e de justiça” e pediu que o plano de vacinação seja seguido por todos os brasileiros. “Deve ser respeitado e, se é certo que a vacinação já começou, não há montante de vacinas disponível para que eu, agora, seja beneficiada”, disse.

Além disso, Dilma já havia recusado um convite para que os ex-presidentes se vacinassem, no fim de 2020. Na ocasião ela recusou o convite através de sua assessoria.

Desta vez, a petista utilizou a oportunidade para homenagear os profissionais da área de saúde que estão na linha de frente do combate ao coronavírus e dar um sermão no restante da população sobre a importância de respeitar a fila de prioridade. “Aguardarei pacientemente a minha vez e quero adiantar que já estou com o braço estendido para receber a Coronavac”, completou.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: