Eunápolis: Bebê recém-nascido encontrado em saco de lixo é resgatado e internado

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (22). Um bebê recém-nascido encontrado dentro de um saco de lixo na última sexta-feira (19), continua internado no hospital Regional de Eunápolis, 648 km distante de Salvador. O recém-nascido foi encontrado no bairro Alecrim II por três garis e havia nascido há cerca de duas horas do momento em que foi resgatado. 

O bebê apresentava sinais de hipotermia quando chegou ao hospital e precisou de cuidados. Durante avaliação feita pelo pediatra Alexandre Gonçalves, ficou decidido que haveria de ser ministrado antibióticos ao bebê em razão de risco iminente de infecção. O pediatra também foi o responsável pela coleta de exames do bebê. Alexandre disse que o recém-nascido está recebendo os cuidados necessários e apresenta quadro clínico estável. 

“É uma criança que vai ficar um tempo aqui com a gente, para pegar peso, aprender a sugar. Vamos fazer todos os exames necessários para que evolua bem, mas no momento está estável”, comentou o pediatra, que é plantonista do Hospital Regional. 

Casos de abandono como o que aconteceu em Eunápolis geralmente despertam comoção nas pessoas que procuram formas de ajudar com alimentos, roupas, medicamentos e até interessados em adoção. Segundo informações de um advogado ouvido pelo RADAR 64, um processo para adoção de uma criança não é tão simples quanto se imagina. 

“Há um cadastro, todo um trâmite, gente que fica até cinco anos esperando para conseguir adotar. É um longo processo que precisa ser respeitado até que o juiz da Vara da Infância e Juventude autorize a adoção”, afirmou. Existem alguns requisitos a serem cumpridos para que uma pessoa maior de idade possa dá entrada no processo de habilitação para adoção. 

Da redação do Acontece na Bahia  

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Regional, Social.

Comente: