“Eu me fingi de morta”: Para não morrer, mulher usou estratégia para enganar companheiro em Piritiba

 

Luciene Gomes Anastácio, de 48 anos, precisou se fingir de morta para enganar o companheiro em Piritiba. Tudo aconteceu no dia 06 de março, mas somente agora ela encontrou condições para falar. Ao portal Calmon Notícias, Luciene detalhou os momentos de terror que viveu.

Luciene estava há seis meses em relacionamento com o suspeito, contudo, decidiu terminar porque a relação não estava mais dando certo. No dia do ocorrido, o homem pediu para que ela fosse até a casa dele fazer uma comida e arrumar a casa. Luciene acabou dormindo no local. Foi nesse momento, segundo ela, que ele se aproveitou para tentar matá-la.

“Ele me pegou dormindo, desceu o cabo de machado em minha cabeça, eu acordei só vi minha cabeça parecendo que estava explodindo e o sangue jorrando no travesseiro. em um momento eu percebi ele abusando de mim e colocando pano em minha boca. Ele achou que eu estava morta, mas aí eu fui no banheiro e nessa hora ele me deu mais duas “cacetadas” e eu cai, aí ele me arrastou e me jogou dentro do quarto e me deixou lá caída como morta. Ele passou a noite toda dentro de casa, e pela manhã ainda tirava foto, passava pra lá e pra cá tirando foto minha. Ele ainda dormiu dentro de casa, porque eu o vi ressonando, quando ele chegava perto de mim eu prendia a respiração pra ele pensar que eu estava morta, se ele descobrisse que eu estava viva ele me matava. Ele Fez tudo isso comigo a sangue frio, porque eu não queria mais ele”.

Na manhã do dia 07, um homem que tira leite na fazenda em que estava apareceu e pediu ajuda. Com medo de também ser atacado pelo suspeito, o homem ligou para a GCM de Piritiba, que a socorreu e levou ao hospital. Por conta da gravidade, ela foi encaminhada para o Clériston Andrade, em Feira de Santana e passou uma semana internada.

Luciene foi à delegacia denunciar o homem, mas o local estava sem delegado e ainda não tem informações de como andam as investigações. O suspeito não foi mais visto na comunidade desde então.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: