Esposa de motorista de App, encontrado morto, contou sofrimento nas redes sociais: ‘Dias de dor’

Bianca Fonseca, de 24 anos, contou nas redes sociais sobre o assassinato de seu esposo, o motorista de Uber Alexandre Hablich Fernandes, de 32 anos, que desapareceu na noite da última quarta-feira (10).

Alexandre, natural do Paraná, estava há cerca de três anos no Ceará. Ele foi encontrado morto no do quilômetro 30 da BR-116, em Itaintiga, município da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

De acordo com os PMs, o motorista de aplicativo teria sido vítima de um latrocínio, isto é, roubou seguido de morte.

“Ele não trabalhava à noite, começava às 6 horas da manhã e encerrava no final da tarde. Ele fazia tudo para chegar em casa ainda com o sol”, contou a esposa.

“Abri o rastreador do carro e o equipamento mostrou que a localização dele estava dando em uma estrada na BR (116), em Itaitinga, bem longe de onde a gente mora.

“Ao ver que o veículo parou, pedi ao meu irmão para ir até o local, mas nada foi encontrado lá”, finalizou.

Após realizar buscas com seu irmão, a equipe do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi ao local e encontrou o corpo do motorista próximo a um galpão.

Por fim, além de motorista do aplicativo Uber, Alexandre também era educador físico. Até a noite desta quarta-feira, o carro da vítima não havia sido localizado e ninguém foi preso.

 

Categoria(s): Nacional.

Comente: