Enfermeira que empurrou maca por 2km em pista recebe cartas de homenagem: “O mundo precisa de mais pessoas assim”

A linda atitude de uma enfermeira virou notícia e ganhou destaque nesta segunda- feira (15). A enfermeira Rebeka Fonseca,  de 24 anos,  que trabalha atualmente na linha de frente do Covid-19 no município de Rurópolis, no Pará, ficou conhecida no país inteiro após circular nas redes sociais imagens dela caminhando e empurrando por uma estrada de chão uma maca com uma paciente de Covid-19, após um congestionamento de caminhões na estrada.

No dia em que a notícia aconteceu, Rebeka estava em uma ambulância transportando uma paciente diabética com Covid-19 e que fazia uso de um cilindro de oxigênio, do município de Rurópolis para o Hospital Regional do Tapajós, em Itaituba. Porém, o trajeto ficou congestionado com a quantidade de caminhões presente na rodovia.

Determinada em garantir a vida da paciente que precisava chegar ao hospital antes do oxigênio esgotar,  Rebeka desceu da ambulância e com a ajuda do motorista do veículo, empurrou a maca até uma balsa que precisariam pegar para chegar ao hospital. Os dois caminharam cerca de 2 quilômetros. Durante o percurso a paciente chegou a ter uma queda de oxigênio no sangue, mas foi mantida estável. Quando o congestionamento aliviou, o motorista correu para a ambulância e conseguiu concluir o trajeto.

A atitude louvável de Rebeka e do motorista foi motivo para diversas homenagens, principalmente de crianças, que escreveram cartas e enviaram a eles. Em uma das cartas, duas crianças dizem:
“Parabéns pela atitude carinhosa e corajosa que vocês tiveram por uma pessoa que não conheciam. O mundo precisa de mais pessoas assim. Obrigada, que Deus abençoe”.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: