Enfermeira perde guarda do filho por trabalhar em hospital durante a pandemia

Na manhã desta sexta-feira (4) surgiu na rede uma triste historia. Uma enfermeira perde a guarda do filho devido ao seu trabalho. O caso aconteceu na Turquia, onde Cemile Diniz, de 31 anos mora. Ela trabalha no Serviços de Saúde Domiciliar do Hospital Estadual na cidade de Ordu.

Cemile vivia uma batalha judicial pela guarda do filho, de 5 anos. Essa batalha chegou ao fim quando seu ex-marido, Mehmet Atakan Deniz, alegou ao tribunal que o menino corria risco de contrair a infecção por morar com a mãe.

“A mãe da criança é enfermeira de ambulância e entra e sai constantemente da casa das pessoas, a criança corre sério risco devido à pandemia do coronavírus”, afirmou o advogado de Deniz.

De acordo com o jornal The Mirror, o juiz responsável pelo caso concordou com o argumento da defesa e entregou a guarda do menino para o pai. Assim, Deniz tem a guarda provisória do menino até que outra audiência seja marcada.

Cemile afirmou para o jornal que nunca imaginou que seu emprego poderia ser usado como argumento contra ela. “Todos nós tomamos precauções contra o coronavírus. O Ministério da Saúde me dá todo o meu equipamento. Antes de ir à casa do paciente, é verificado se quem mora naquela casa possui covid-19. O pai de Kuzey é policial do município de Altinordu. O trabalho dele corre um risco maior do que o meu”, desabafou

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: