Empresário acusa Robyssão de calote e diz que cantor penhorou equipamentos da banda com agiotas

Empresário acusa Robyssão de calote e diz que cantor penhorou equipamentos da banda com agiotas

O empresário Daniel Trindade está acusando o cantor Robyssão de um calote que ultrapassa a marca de R$1 milhão. Segundo o site Alô Juca, dois processos estão em andamento na justiça desde 2020, depois que Robyssão quebrou o contrato com o empresário e concordou em fazer um acordo para quitar a dívida, que inicialmente era de R$300 mil.

“É a segunda vez que Robyssão rompe o contrato comigo. No início, eu gerenciei a carreira dele e ele alcançou grande projeção. Ele pagou o valor do contrato e seguiu em frente, mas a banda teve uma queda e os cachês caíram de R$100 mil para 500 reais”, declarou Daniel ao portal.

Daniel também informou que o artista penhorou equipamentos da banda com agiotas e ele precisou retomar a carreira de Robyssão à contragosto.

“Contra a minha vontade, eu retomei e Robyssão tinha penhorado os equipamentos da banda com agiotas. Investi cerca de R$300 mil em gastos, incluindo mídia e outdoors, e então ele voltou a crescer”, afirmou.

De acordo com as advogadas do empresário, Robyssão está descumprindo um acordo no qual deveria pagar 50% do cachê da banda para o empresário.

“Ele pode ser surpreendido a qualquer momento, pois a dívida só aumenta, e nós não conseguimos citá-lo devido ao fato de ele estar evitando o processo judicial de várias maneiras. Portanto, pedimos uma liminar ao juiz para que ele bloqueie esses valores e evite a continuação da ilegalidade pela falta de pagamento”, disse Sabrina Silva, uma das advogadas de Daniel Trindade.

Foto Divulgação