Em frente ao local de trabalho de Bolsonaro, Janones revela que Auxílio Emergencial pode aumentar a qualquer momento: “Vamos derrubar, somos maioria!”

De frente para o Palácio do Planalto, local de trabalho oficial do presidente da república, o deputado federal André Janones desafiou a redução do Auxílio Emergencial anunciada por Bolsonaro. Contudo, Janones não pressionou apenas Bolsonaro, ele também cobrou o presidente da câmara dos deputados, Rodrigo Maia. Segundo ele, o benefício pode ser mantido no mesmo valor a qualquer momento pois, se for votada, essa medida “vai se derrubada!”

“Muita atenção! Agora é oficial, o Auxílio Emergencial pode ser mantido em R$600 a qualquer momento. O Palácio do Planalto começa a monitorar os deputados que estão propondo manter o auxílio em R$600, através das redes sociais. Para quem não entendeu ainda o que está acontecendo, o presidente da câmara, Rodrigo Maia, tem o poder de colocar ou não em votação a medida provisória que o presidente da república assinou reduzindo o auxílio para R$300. Se ele colocar essa matéria em votação, essa medida vai ser derrubada, nós vamos derrubar!”

Além disso, Janones explicou que muitos outros deputados também estão de acordo com a manutenção do valor inicial e afirmou que são maioria na câmara:

“Já tem um emenda minha que garante o auxílio no valor de R$600, mas também foram mais de 200 emendas, tem muitos deputados que propuseram que o auxílio continue em R$600. Então, agora está nas mãos do presidente da câmara, Rodrigo Maia. Nós já temos a maioria, mas o único que tem o poder de colocar essa matéria para ser votada é ele. Nossa pressão vai dar certo! Preciso de vocês se mobilizando….Vão na página do Rodrigo Maia, vamos pedir ele para colocar a matéria em votação. Conversem com o deputado de vocês, da cidade de vocês, a gente tá quase lá! Vamos pra cima deles!”

Da Redação do Acontece na Bahia.

Categoria(s): Nacional.

Comente: