Em carta encontrada com Lázaro Barbosa, é revelada oferta de R$500 para uma pessoa pegar munições em um dos esconderijos

Uma notícia está sendo destaque nesta segunda-feira (05). Em uma carta encontrada com Lázaro Barbosa, uma oferta de R$500 era feita para uma pessoa, pedindo que ela pegasse algumas munições escondidas.

“Eu tenho 35 munições de 380 lá naquele barraco que eu estava. Pega para mim. Vou te adiantar R$ 500 por esse corre”, disse um dos trechos.

A carta está escrita a mão e estava com Lázaro, no bolso da jaqueta em que ele vestia no dia em que foi morto, com 39 tiros. Em um outro trecho, Lázaro chegou a dizer que estava sem nenhuma munição e que precisava das armas pedidas porque estava sendo caçado.

“Eles estão me caçando. Já tive dois confrontos com eles e estou zerado de munição. Cara, por favor, arruma o tanto de munição de 38 e 380”, disse.

Carta encontrada com Lázaro Barbosa no dia em que ele foi morto durante troca de tiros, em Águas Lindas de Goiás — Foto: Divulgação/SSP

A polícia segue investigando a possível rede de apoio que ajudou Lázaro nesses dias de caçada. Em um áudio divulgado ontem no Fantástico, foi confirmado que o fazendeiro Elmi Caetano deu cobertura e comida para Lázaro.

Ainda suspeita-se que esse fazendeiro tenha sido o mandante da chacina cometida por Lázaro em Ceilândia.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: