Em A Fazenda, MC Gui poderá receber intimação em breve por causa de um processo do qual está sendo alvo

O participante de A Fazenda, o Mc Gui, está prestes a receber uma visita de oficiais da Justiça por conta de um processo do qual é alvo. Isso porque, no ano passado, o motorista de aplicativo Alef Santos foi acusado pelo cantor de roubar suas malas que continham objetos para doação durante uma corrida. Com as alegações do artista, Alef pede uma indenização de R$ 500 mil por danos morais.

A visita ao Mc Gui é para notifica-lo sobre o processo. Caso ele não tenha deixado uma procuração dando plenos poderes para alguém aqui fora receber intimações, é preciso entrega-lo pessoalmente.

O que aconteceu no ano passado foi que uma pessoa chamou uma corrida com Alef pelo serviço do Uber para levar as malas até a zona leste de São Paulo. Entretanto, ao chegar ao local, ninguém apareceu para retira-las e como não poderia mais esperar, Alef notificou o responsável de que deixaria as bagagens na sede da Uber, para serem retiradas lá mesmo.

Todavia, o responsável por despachar as malas registrou um boletim de ocorrência contra Alef. Diante dessa situação, Mc Gui foi a público e acusou o motorista de roubo e o chamou de “ladrão de muambas e de cestas básicas”.

Com isso, Alef prestou queixa contra o artista por calúnia. O advogado do motorista afirmou que o cantor usou a situação para se promover e “abafar” a polêmica que estava envolvido, quando fez bullying e chacota de uma criança com câncer que estava fantasiada na Disney. Além disso, a defesa de Alef afirmou que o rapaz passou a receber diversas ameaças dos fãs de Mc Gui, “tendo sua vida transformada em um inferno social”.

“Há de observar que em poucas manifestações (dos seguidores de Gui) as pessoas falam mal do requerido, alegando que o mesmo arquitetou essa situação para se promover perante a mídia, para tentar limpar sua barra perante os atos praticados nos Estados Unidos”, diz um trecho da acusação.

 

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: