Editorial

Não existe democracia sem publicidade. Ao longo da história da humanidade sempre houve diversas fórmulas de governo , todas elas com qualidades e defeitos. Nas Monarquias antigas,  o soberano geralmente também exercia  o papel de  juiz, o que a depender da personalidade do  Rei ou Imperador  o estado e seus súditos estaria sujeito ao humor do mesmo o que gerava uma devoção quase divina ao  mesmo. O que acontece nesta fórmula de governo é que quando um soberano visionário ascende  ao poder, pelas conquistas ou pelas sucessão  familiar, o estado em questão floresce; conquanto quando um pusilânime ou  demasiado déspota chegava ao comando do estado logo se implantava o terror. Para se ter ideia o Rei Luiz XIV de França disse “”L’État c’est moi” (em português: O Estado sou eu). Ressalva-se que o reinado deste monarca teve apoiadores nacionalista que muito ajudaram ao País. Podemos  nos debruçar no estudo do Parlamentarismo,  fórmula de governo do qual os parlamentares através de seu primeiro ministro exerce as prerrogativas do poder executivo e então o  presidente faz o papel de chanceler em algumas fórmulas do estado . Podemos  evocar o modelo da Suíça em seus cantões em que em muitos casos as decisões são tomadas pela própria assembleia do povo por aclamação dos presentes.

A partir da Revolução Francesa houve uma fusão de ideias em que culminou com um modelo da Republica idealista dos sonhadores de todos os  tempos:  O homem vivendo sob a égide da Liberdade, da Igualdade e da Fraternidade. Entretanto o véu  engendrado pelos poderosos confundiu  o status dado após advir os efeitos e feitos da revolução, de tal modo que hoje o ser humano,  mesmo tendo todas as armas  da revolução, ainda  em muitos casos, prefere não utiliza-la para aferir o seu real direito de cidadão que quer um  País justo e pleno.

O nosso objetivo como veículo de comunicação é defender justamente o direito do cidadão de saber o que acontece na Bahia em termos de ações políticas e governamental, sejam municipais , estaduais ou até mesmo no âmbito nacional que digam respeito à nossa região. E também informações que digam respeito a cena diária de acontecimentos  sociais.  Hoje cada vez mais as eleições tem se profissionalizado e isso consequentemente pede uma demanda maior de ações, e muitos candidatos  de olho em se elegerem aceitam  apoio financeiro para depois  lotear cargos e espaços, e então o povo é relegado ao segundo plano. Por isso vamos fiscalizar e tornar público ações que interessam á sociedade pelos poderes público, quaisquer que sejam eles, na  Bahia.  Temos uma equipe de colaboradores com know-how em várias áreas. Acompanhe diariamente nossas  noticias e fique bem informado. E sintam-se à vontade para ser um colaborador com críticas ou sugestões.

Obrigado! Equipe Acontece na Bahia.

Categoria(s): Internas.

Comente: