Search
Close this search box.

Ederlan Mariano foi transferido para o Complexo Penitenciário da Mata Escura.

Ederlan Mariano é transferido para Complexo da Mata Escura Foto: Davi Cerqueira/TV Bahia

Ederlan Mariano foi transferido para o Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, nesta quarta-feira (1º).

O marido da cantora gospel Sara Mariano chegou ao local por volta das 10h15, acompanhado pelo advogado Otto Lopes, em uma viatura da 25ª Delegacia Territorial (DT) de Dias D’Ávila.

Para mais informações acesse nosso canal no WhatsApp!

Inicialmente, Ederlan ficará no Centro de Observação Penal pelos próximos 15 dias, para depois ser transferido para a penitenciária dentro do mesmo complexo. Na terça-feira (31), ele passou por uma audiência de custódia, na qual sua prisão foi mantida após confessar sua “autoria intelectual” na morte da pastora e cantora gospel. O Tribunal de Justiça da Bahia informou que os pedidos de relaxamento e revogação da prisão temporária foram negados, e a pena foi mantida pela Juíza Marina Ferrari.

Durante sua saída do Fórum em Dias D’Ávila, Ederlan foi alvo de tentativas de agressão por parte de populares que pediam justiça pela cantora gospel. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram a confusão durante sua chegada e saída do Fórum, localizado na região onde o corpo carbonizado de Sara foi encontrado.

Sara Mariano, de 35 anos, era pastora na Igreja Assembleia de Deus, cantora gospel e mãe de uma filha de 11 anos. Ela era ativa nas redes sociais, compartilhando vídeos para a TV Shalom, um perfil de Ederlan com grande número de seguidores no Instagram e YouTube, voltado para o público evangélico.

Sara tinha seu próprio perfil com cerca de 146 mil seguidores, onde compartilhava suas apresentações e pregações em igrejas de Salvador e da Região Metropolitana, muitas vezes em parceria com a TV Shalom.

Ela desapareceu em 24 de outubro, quando saiu de casa em Valéria, Salvador, para um evento religioso em Dias D’Ávila. Seu corpo carbonizado foi encontrado às margens da BA 093, e Ederlan foi preso sob suspeita de envolvimento na morte da esposa.

Foto: Davi Cerqueira/TV Bahia