Durante operação para prender suspeitos de matar 6 pessoas, um dos suspeitos solta Pitbull para atacar policial, que fica ferido; Três pessoas foram presas

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta segunda-feira (4). Mais um final de semana violento foi registrado em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza, com seis homicídios contabilizados entre a noite de sexta-feira (1º) e a madrugada deste sábado (2). Três suspeitos foram presos na ação policial.

Entre as vítimas dos criminosos estão um jovem de 22 anos e uma mulher de 48 anos. O jovem executado integrava uma organização criminosa e tinha passagem pela polícia. Um homem ainda sem identificação também foi morto no bairro Mangabeira, em Caucaia.

Uma operação da Polícia Civil realizada nessa sexta-feira (1º) resultou na prisão de três homens suspeitos de praticar homicídios e integrar organização criminosa. Estão sendo realizadas rondas na região por equipes da Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC), e do 12° Batalhão de Polícia Militar (BPM), para diminuir a ação dos criminosos.

Nesse sábado (2) foi registrado um duplo homicídio no bairro Tabuba, onde um casal ainda sem identificação foi morto. Um homem de 26 anos foi executado em praça pública no bairro Santa Rosa. Esta vítima possuía registro policial e era integrante de organização criminosa. Os casos relatados são investigados pelo Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa (NHPP) da Delegacia Metropolitana de Caucaia.

Na ação conduzida pela polícia, um suspeito identificado como Wendel Gabriel Rodrigues dos Santos, de 18 anos, tentou uma fuga e soltou um cão da raça pitbull para atacar os agentes. O cão feriu no braço o delegado Huggo Leonardo. A polícia conseguiu prender o homem e o autuou em flagrante pelo crime de lesão corporal contra o agente de segurança pública e por resistência a prisão.

A Operação Atroz da Polícia Civil prendeu os três homens em uma casa localizada no bairro Parque São Geraldo. Também foram presos José Carlos Viana Pontes de Moura, de 19 anos, mais conhecido como “Carlito”, com passagem pela polícia por homicídio, e Mateus dos Santos da Silva, de 21 anos, conhecido como “Sapo”, com passagem na polícia por posse de drogas.

Da redação do Acontece na Bahia

 

 

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

Comente: