Dr Jarinho tem pedido de liberdade negado pela Justiça e continuará preso

O ex-vereador Dr. Jairinho, denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro por homicídio triplamente qualificado, tortura e coação de testemunha, teve o pedido para a revogação de sua prisão negada. A defesa do ex-vereador entrou com um pedido em liberdade, mas a juíza Elizabeth Louro, da 2ª Vara Criminal do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro), negou.

De acordo com a magistrada, a oitiva dos peritos não trouxe nenhum fato novo que justificasse o pedido em liberdade. Ao contrário, apenas repetiu as conclusões lançadas anteriormente.

No último dia 13, Dr. Jairinho se defendeu. Em interrogatório, afirmou que ser inocente e chegou a questionar os procedimentos médicos realizados no hospital Barra D’or, onde o menino Henry foi atendido.

Além do pedido em liberdade, a juíza negou o pedido da defesa de Jairinho de ouvir o radialista responsável do hospital.

O ex-vereador foi preso em maio do ano passado juntamente a mãe do menino Henry, a professora Monique Medeiros, depois de serem denunciados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro pela morte da criança, que na época tinha 04 anos de idade.

Da Redação do Acontece na Bahia

Foto: Brunno Dantas/TJ-RJ