Dois dos três suspeitos de envolvimento na morte da jovem Amanda Albach foram soltos, segundo a polícia

Neste final de semana foram liberados, por decisão judicial, dois dos suspeitos no envolvimento na morte de Amanda Albach. De acordo com a Polícia Civil, não ficou comprovado envolvimento deles no crime. Além disso, o suspeito de atirar na jovem vai concluir inquérito em até 30 dias.

Amanda estava desaparecida desde o dia 15 de novembro e foi encontrada enterrada na última sexta-feira (03) numa praia em Laguna, sul catarinense. Ela tinha uma filha de dois anos.

Os dois que foram soltos,  um homem e uma mulher, eram amigos da vítima. O outro investigado segue preso. Segundo o delegado responsável, “estão sendo analisadas para comparar com versões apresentadas”. Os três suspeitos foram presos na última quinta (2) em Canoas, no Rio Grande do Sul.

Antes de ser morta, Amanda foi obrigada a mandar um áudio para família. Nele, ela dizia: “Oi, eu estou indo embora. Consegui o Uber hoje só para eu ir embora. Já estou indo, de madrugada eu chego”. Depois da mensagem, ela também foi obrigada a cavar a própria cova.

De acordo com a Polícia Civil, um dos suspeitos presos afirmou que a jovem foi morta com dois disparos no dia 15 de novembro.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: