Detentas engravidam em presídio e administração descobre que elas tiveram relação com colega que é trans

A questão da identidade de gênero é uma pauta que sempre gera discussões. Com certa frequência, o assunto é debatido em diversos âmbitos, principalmente nos esportes e na política. Dessa vez, um caso diferente tomou as manchetes pois ocorreu numa prisão.

De acordo com um relatório detalhado de um presídio de Nova Jersey, nos Estados Unidos, detentas acabaram engravidando, o que gerou mistério na instituição. Chegou-se a pensar que se tratava de algum tipo de abuso ocorrido dentro do presídio, mas aos poucos a história foi se desdobrando. Na verdade, o que aconteceu que essas duas presas tiveram relações íntimas com uma terceira presa transexual. Mas como isso aconteceu?

Nem toda pessoa trans passa por processos cirúrgicos de redesignação sexual, o que, neste caso, manteve a genitália masculina desta detenta. Desde o ano passado, o estado de Nova Jersey admitiu que os detentos possam cumprir pena em penitenciárias adequadas às suas identidades de gênero. Contudo, não foi exigida a cirurgia de redesignação para ter essa liberdade de escolha, o que gerou a gravidez dentro do presídio, caso bastante incomum. Nessa unidade em especial, estão 800 mulheres em detenção, sendo 27 delas transexuais. Após a divulgação da história pela mídia local, o caso está gerando discussões nas redes.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Comente: