Deputado Bolsonarista é preso pela PF após postar mensagem com discurso de ódio direcionado aos ministros do STF

Uma estampou as manchetes e chamou a atenção dos internautas nesta manhã de quarta-feira (17). O deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ) foi preso em flagrante por crime inafiançável na noite de ontem (16). A ordem veio diretamente do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, que pediu a prisão do deputado após a postagem de um vídeo do deputado.

De acordo com o site Metro 1, o conteúdo do vídeo conteria um discurso de ódio contra os membros do Supremo. O homem postou o vídeo xingando, ameaçando e pedindo o fechamento do órgão.

Assim, o deputado já se encontra com os policiais a caminho da Superintendência da Polícia Federal. Além deste caso, Daniel também é investigado por financiamentos de atos contra a democracia.

O deputado está no primeiro mandato de governo e ficou conhecido nacionalmente após quebrar uma placa que homenageava a vereadora Marielle Franco, assassinada a tiros em março de 2018.

O ministro Alexandre Moraes escreveu: “A Constituição Federal não permite a propagação de ideias contrárias a ordem constitucional e ao Estado Democrático (CF, artigos 5º, XLIV; 34, III e IV), nem tampouco a realização de manifestações nas redes sociais visando o rompimento do Estado de Direito, com a extinção das cláusulas pétreas constitucionais – Separação de Poderes (CF, artigo 60, §4º), com a consequente, instalação do arbítrio”, escreveu Moraes.”

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: