Depois de quase dois cuidando do filho adotivo, família terá que devolver o pequeno para genitora

A influenciadora digital Sarah Poncio, que junto com seu ex-marido Jonathan Couto tentava adotar o pequeno Josué, teve seu processo de adoção interrompido e ela terá que devolver a criança a mãe biológica.

Josué chegou a Sarah e Jonathan por meio da ex-babá que trabalhava para o casal. A funcionária é tia legítima do pequeno, que na época – inicio de 2020- estava com o pai biológico, depois da genitora ter supostamente o abandonado, e não tinha condições de criar.

Em conhecimento da história e dispostos a adotar a criança, o bebê passou a viver com eles enquanto se iniciava o processo de adoção. Contudo, a mãe biológica pediu a guarda do filho de volta. Segundo a genitora, ela estava “com o psicológico completamente abalado sem o filho”.

Com esse requerimento, a família adotiva perde o direito sobre a criança. No Brasil, para que uma criança seja adotada é necessária a destituição do poder familiar dos pais biológicos. A partir de então, o menor entra oficialmente na fila do processo de adoção, e isso não aconteceu no caso de Sarah.

Em nota a imprensa, a família Pôncio lamentou. “Ao tomar conhecimento dos fatos, a família Poncio se encontrou em uma situação onde nenhuma família deveria vivenciar: a perda irreparável de uma criança. A decisão de adotar Josué foi baseada na esperança de resgatar uma criança em situação de vulnerabilidade social, provendo um lar adequado, repleto de amor e carinho. Todo o processo correu com o respaldo da lei, além de aprovação e bem entendimento de ambas as partes. Dito isso, Josué se tornou uma parte essencial da realidade de Sarah, ele se tornou, de fato, um filho”.

Sarah também se manifestou e mostrou-se devastada. “Hoje, me sinto perdida. As imagens parecem borradas e as palavras só barulhos. Eu perdi um filho. Me foi tirado meu filho! Estou quebrada por dentro, como se minha casa tivesse sido invadida e meu lar, que sempre me proporcionou segurança, tivesse sido violado. Preciso encontrar forças. Meus outros filhos dependem disso. Mas por hora, só consigo orar. Pedir a Deus que acompanhe o meu filho e nunca o desampare. E quando precisar, estarei aqui. Pois uma mãe, jamais deixa de ser mãe. O nosso amor não tem distância, validade ou DNA. O nosso amor, o MEU amor, é incessante, inalterável e infinito”.

Sarah e Jonathan Couto se separaram recentemente, mas decidiram juntos adotar Josué. Os dois tem juntos dois filhos biológicos. O José, de 5 anos e o João, de 4.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: