Depois de lutar pela vida por 15 dias e melhorar, médico da linha de frente morre repentinamente

Na última quarta-feira, dia 23, perdemos mais um guerreiro da linha de frente. Depois de lutar pela vida por 15 dias, o Dr. Aldo Simões acabou não resistindo.

O médico atuava num hospital particular de Petrolina, em Pernambuco, vizinha a Juazeiro, na Bahia. Além disso, Aldo exercia um importante papel no combate ao Covid-19 na região, sendo coordenador na unidade onde atuava. Aos 54 anos, ele contraiu a doença e precisou ser internado há cerca de 2 semanas. Depois disso, seu quadro evoluía bem, mas um detalhe pode ter piorado tudo.

Mesmo diante de melhoras no seu estado de saúde, o médico era hipertenso, e esse fator pode ter agravado a situação. Contudo, já lutando pela vida há 15 dias, ele piorou subitamente. Então, sofre uma parada cardíaca repentina e não resistiu. Ele deixa esposa e filhos. Por ser um dos heróis que batalharam durante a vigente crise, ele recebeu homenagens por dar a própria vida para salvar a de outros tantos.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Categoria(s): Nacional.

Comente: