Depois da grande repercussão, Autoridades iniciam investigação contra o “Policial Cantor” que ganhou as redes

Um caso voltou à tona nesta quinta-feira (11). Isso porque o baiano que ficou conhecido como Policial Cantor agora está sob investigação. Mas afinal, o que aconteceu?

O Policial Cantor de nome Wellington Ferreira, conhecido como Amado Cigano, ganhou fama nas redes sociais após uma performance. Fardado, o oficial parou para cantar uma música dentro de um bar no bairro de Itapuã, em Salvador. Então, depois daquele momento a vida dele se transformou. Ele já tinha um perfil artístico nas redes e com o novo vídeo conseguiu milhares de seguidores em poucos dias. Contudo, isso também lhe trouxe preocupações

De acordo com o portal AratuOn, a Polícia Militar iniciou um Processo Disciplinar Sumário (PDS) contra o soldado Wellington, para levantar informações relativas ao episódio em que ele apareceu cantando. No documento, além da questão do policial estar cantando, consta também o fato dele não estar usando máscara, o que contraria as orientações do poder público para o vigente momento. Mas não é só isso.

Além disso, em entrevista ao portal supracitado, Amado desabafou sobre o momento em que parou para cantar. Ele disse que teve a intenção de descontruir a imagem de uma polícia grosseira e opressora:

“Eu não quis que pensassem que eu iria recusar por estar fardado. A música veio para mim como uma ‘válvula de escape’; é minha terapia. Vejo muitos colegas passando por situações complicadas, de depressão e até suicídio, então sempre quis ser força, talvez até inspiração.”

Agora, as autoridades seguem investigando o episódio.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Comente: