Defesa de Roberto Jefferson afirma que o ex-político corre “grave risco” de morte se retornar à prisão

A defesa do ex-deputado Roberto Jefferson voltou a pedir ao STF a prisão domiciliar para o cliente. Isso porque, segundo a defesa, Roberto Jefferson correrá “grave risco” de morte se retornar à cadeia.

“Não há dúvidas de que o seu retorno ao sistema prisional agravará o seu estado de saúde, colocando-o, novamente, em risco de morrer”. “Os relatórios médicos denotam que há grave risco de o requerente morrer, caso seja reinserido no sistema prisional”, escreveram os advogados ao ministro Alexandre de Moraes.

O ex-deputado está preso há dois meses e desde 4 de setembro está no Hospital Samaritano Barra, no Rio de Janeiro, onde passou por um cateterismo.

O pedido aconteceu porque o hospital já informou ao supremo que o ex-político já pode ter alta. Mas com a grande possibilidade dele voltar ao Bangu 8, a defesa afirma que a saúde de Jefferson está “frágil e vacilante”.

Roberto Jefferson é acusado de integrar uma organização criminosa digital para atacar a democracia.

 

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque.

Comente: