Cruzeiro de Neymar chega ao fim em meio a várias polêmicas; veja o que rolou nos três dias do evento

O luxuoso cruzeiro do jogador e influenciador Neymar teve início na terça-feira, 26, e continuará até sexta-feira, 29. A viagem, que conta com a participação do jogador e diversas celebridades, esgotou todas as cabines, com preços variando de R$ 6 mil a R$ 30 mil.

Intitulado “Ney em Alto Mar”, o evento oferece uma experiência única, incluindo o maior tobogã em alto mar do mundo, simulador de Fórmula 1, teatro, boliche e cinema 4D. Ao longo dos dias, vários cantores, como Péricles e Livinho, se apresentaram. O navio partiu do Porto de Santos, em São Paulo, com destino à cidade de Búzios, no Rio de Janeiro.

O cruzeiro de Neymar atraiu atenção internacional, especialmente devido à presença do jogador, que participa mesmo se recuperando de uma grave lesão no joelho ocorrida em outubro deste ano. O jornal inglês “The Sun” destacou Neymar aproveitando a viagem mesmo com suas muletas.

O evento é patrocinado pela Blaze, uma plataforma de apostas online atualmente sob investigação pela Justiça brasileira, e que ganhou notoriedade após uma reportagem exibida no programa Fantástico. Além do patrocínio, a plataforma dará nome ao cassino no navio “MSC Preziosa”.

Entretanto, o cruzeiro não está isento de polêmicas. Virgínia e Zé Felipe, apesar de embarcarem no dia 26, decidiram deixar a viagem antes do previsto devido a problemas pessoais. Outro episódio envolveu um influenciador que simulou participar do evento, utilizando fotos alteradas nas redes sociais. Houve ainda relatos de goteira no interior do Cruzeiro e descontentamentos com a comida que foram externados nas redes sociais.

Esses são alguns dos destaques da primeira edição do luxuoso cruzeiro “Ney em Alto Mar”, organizado por Neymar Jr., que tem gerado grande repercussão desde o seu início.

Da redação do Acontece na Bahia