Criança de 4 anos perde a vida após engasgar com pedaço de carne no norte da Bahia

No último domingo (31/12), uma dolorosa tragédia abalou o município de São Gabriel, no norte da Bahia, quando Anna Clara Nunes dos Santos, de apenas quatro anos, se engasgou com um pedaço de carne durante uma celebração familiar. A criança foi prontamente levada pela família ao Hospital do município, mas, infelizmente, não resistiu.

Conforme informações da Prefeitura de São Gabriel, a situação grave levou a equipe médica a transferir Anna Clara para o Hospital Regional de Irecê. No entanto, os esforços foram em vão, resultando no trágico falecimento da menina. O enterro ocorreu na terça-feira (2), às 4h30 da manhã, na comunidade de Lagoa Nova de São Gabriel.

Anna Clara celebrava a chegada do Ano Novo com sua família na casa onde residia, no bairro de Nova Brasília. O tio da criança, Manoel Carlos, relata que ela ajudava na distribuição de carne durante a festa, pegou um pequeno pedaço e foi lavar as mãos. Ao retornar, a família percebeu que a menina estava em apuros, e as tentativas de socorro em casa foram infrutíferas.

Manoel Carlos lamenta a falta de atendimento médico imediato, relatando a ausência de um médico disponível no hospital de São Gabriel no momento da urgência. A família enfrentou ainda a falta de uma ambulância para o transporte da menina, sendo necessário recorrer ao veículo particular de um sobrinho para levá-la até Irecê.

Ao chegar em Irecê, constatou-se que Anna Clara não resistira, e seu corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Jacobina para a autópsia na manhã de segunda-feira (1). Manoel Carlos expressa a esperança de que a Prefeitura possa aprimorar os serviços para evitar que outras famílias enfrentem situações semelhantes.

A tragédia é ainda mais marcante, uma vez que Anna Clara enfrentava há mais de um ano um problema na garganta que exigia cirurgia. A mãe da menina realizava rifas e bazares para arrecadar fundos, mas ainda não havia conseguido o valor necessário para cobrir todos os custos.

“Sentimos agora apenas a saudade, pois Anna Clara era uma criança esperta, brincalhona e que adorava rir. Teremos que conviver com a falta dela”, lamenta o tio da menina.

Crédito da Foto: Arquivo Pessoal

Da Redação do Acontece na Bahia