“Como vão ficar minha esposa e meus filhos?”:Após internação, Gottino fala de susto após passar mal e diz que teve medo

“Tive um pico de estresse, juntou com essa dor no peito, e me desesperei. Ali eu pensei: ‘caramba, e se eu morrer, o que vai acontecer? Como vão ficar minha esposa e meus filhos?’. Isso me deixou muito preocupado, muito mal”. Reinaldo Gottino relembra com emoção das primeiras horas em que, na quarta-feira (23), ao passar mal na Record TV, teve de ser internado às pressas por um dia. Ele admite que, naquele momento, se sentiu apavorado, ainda sem saber do que se tratava o mal-estar.

O apresentador do Balanço Geral sentiu dores fortes no peito naquela manhã. Como já havia passado por situação parecida no mês anterior e os exames não indicaram qualquer problema, pensou que poderia continuar trabalhando. Por volta das 11h, as dores voltaram com mais força: “tiraram minha pressão e bateu 19. Entrei em pânico”. Gottino então foi levado à UTI do Hospital Moriah, na zona sul de São Paulo (SP).

O primeiro alívio veio após os exames iniciais indicarem que o mal não era cardíaco, como temia o jornalista de 44 anos, nem cerebral. “O médico falou que meu coração era de uma criança de dez anos, 0% de gordura, nenhuma obstrução”, comenta, ao comemorar a boa condição do coração.

Ele conta que, embora os primeiros resultados fossem positivos, estar em uma UTI era uma situação tensa e preocupante – “não sou de ir a médico, nunca fiquei internado”, diz. Mas, com a confirmação de que o problema não era no coração e a notícia de que seria liberado da internação, na quinta-feira (24), a tranquilidade voltou junto à sensação de melhora.

Para saber de fato o que ocorreu na quarta-feira, Gottino voltará a ser examinado ao longo da semana. A relação mais provável é com o aparelho digestivo. Quando perguntado pelo médico sobre seus hábitos alimentares, o pai da Giovana e do Rafael brincou que eram “os piores possíveis”.

Após uma “chacoalhada do doutor” e outra bronca dos familiares, ele prometeu levar uma vida mais regrada com a alimentação e os exercícios: “vou entrar certinho nessa.”

Volta à TV: “Queria agradecer pelo carinho. Me senti no colo das pessoas”

Com a alta médica na quinta, Gottino ignorou a possibilidade de dias de descanso em casa, e fez questão de voltar ao trabalho no dia seguinte. Emocionado, o apresentador começou o Balanço Geral repleto de agradecimentos – começando pelos colegas de trabalho e profissionais de saúde que o atenderam, e chegando principalmente a todas as pessoas que torceram pela pronta recuperação.

“O pessoal da Record falou que eu podia voltar na semana seguinte, quando estivesse bem, mas eu pedi: ‘quero voltar amanhã’, insisti para voltar. Por que eu quis voltar? Porque eu queria agradecer as pessoas pelo carinho. Pude fazer esse agradecimento a todas as pessoas que fizeram uma oração. Me senti no colo dessas pessoas, foi um carinho especial”, afirma o jornalista.

Ele relata que se sentiu especialmente tocado ao ver apresentadores de programas concorrentes, de horários próximos ao Balanço, como José Ferreira Neto e César Tralli, lhe desejando melhoras.

“Eu podia voltar só na segunda-feira, mas esse carinho me animou de um jeito que fiz o programa na sexta mesmo, esfuziante, animado”, diz Gottino, que completa: “Esse exame do coração não poderia dar 0 aos 44 anos com uma vida desregrada aos 44 anos, então foi realmente um milagre, uma bênção, e eu quis agradecer.”

Boatos sobre vacina: “Tomei as vacinas e vou tomar todas as necessárias”
Enquanto se recuperava no hospital, a situação da saúde de Gottino foi alvo de fake news para descredibilizar a importância da vacinação contra a Covid-19.

Os boatos, desmentidos pelos médicos do jornalista à reportagem do R7, apontavam que o mal-estar teria sido uma reação do apresentador ao imunizante.

Acerca das notícias falsas, o apresentador faz questão de pontuar que o país está perto de sair de uma pandemia justamente devido às vacinas contra o coronavírus. “Alguns oportunistas fazem isso: pegam uma notícia sem informação de médico, criam o boato e espalham. Mas tomei todas as vacinas e vou tomar todas as necessárias”, enfatiza.

Além das fake news, a velocidade das informações chocou a família do jornalista, que contou com sua esposa, Simone, para acalmar os entes mais próximos.

“Minha mãe viu na internet o que aconteceu comigo e achou que estavam escondendo algo, então minha esposa gravou um vídeo para mostrar que eu estava bem. Com meu filho na escola também mandaram as notícias na classe. A situação fica apavorante”, conclui.

Do portal Record

Tag(s): , .

Categoria(s): Artistas, Nacional.

Comente: