Comandantes das Forças Armadas, Exército, Marinha e Aeronáutica, se demitem em protesto à postura de Bolsonaro

Uma situação complicada tomou as manchetes na tarde desta terça-feira (30). Após divergências com o governo federal, os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica pediram renúncia conjunta.

Após uma esperada reunião, que se iniciou durante a manhã, os três comandantes das Forças Armadas pediram demissão. Edson Leal Pujol (Exército), Ilques Barbosa (Marinha) e Antônio Carlos Bermudez (Aeronáutica) decidiram colocar seus cargos à disposição do recém-nomeado ministro da Defesa, Walter Braga Netto. A decisão veio depois de um consenso entre os três comandantes.

Segundo informações preliminares, os três líderes deixaram seus postos e reafirmaram que não participarão de nenhuma suposta “aventura” ou projeto de poder. Essa decisão veio como uma maneira de amenizar a crise entre o governo federal e os militares, que é a maior em mais de 40 anos. Confira a nota divulgada após a saída dos três comandantes:

Mas não termina aí.

 

Com a recente reforma ministerial, Bolsonaro tem tentado conciliar as demandas do chamado “centrão” do Congresso e, ao mesmo tempo, rodear-se de pessoas que concordem com ele sem pestanejar. Um fato que corrobora essa linha de raciocínio é justamente a demissão de Fernando Azevedo, que estava liderando o Ministério da Defesa, pouco tempo depois de discordâncias entre ele e Bolsonaro.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Nacional.

Comente: