Ciro Gomes defende que Lula não concorra à presidência mas afirma que Bolsonaro “precisa ser derrotado”

Algumas declarações geraram discussões nesta terça-feira (06). Dessa vez, o ex-ministro Ciro Gomes opinou sobre Bolsonaro e Lula, contextualizando-os num cenário bem próximo.

O ex-ministro, ex-governador e provável pré-candidato à presidência da República, o Ciro Gomes, gerou discussões com o que disse. Dessa vez, ele afirmou que o ex-presidente Lula não deveria disputar a eleição, mas reafirmou que “derrotar Bolsonaro é muito importante”. Então, Ciro explicou que Lula deveria dar uma chance para uma nova aliança e se inspirar com o que aconteceu na Argentina:

“A gente devia pedir generosidade a quem já teve oportunidade, como o Lula, que é uma grande liderança brasileira. Mas a gente devia pedir a ele que se compenetrasse e não imitasse o exemplo desastrado do (Nicolás) Maduro na Venezuela ou do Evo Morales na Bolívia. E olhasse o que a Cristina Kirchner fez na Argentina em que, tendo uma força grande, deu um passo pra trás e ajudou a Argentina a se reconciliar”. Mas não termina aí. Ciro ainda falou sobre Bolsonaro:

“Derrotar Bolsonaro é muito importante, não por ódio a ele, mas para derrotar o desastre que ele está produzindo, na saúde, na economia, na relação internacional que o Brasil está desmoralizado. Mas a segunda grande tarefa, mais difícil e que pede uma grande reconciliação entre todos nós, é botar algo no lugar nesse ambiente de terra arrasada em que nós estamos.”

Além disso, Ciro ainda afirmou que a direita pode “largar Bolsonaro”. Ele argumentou: “A direita brasileira vai largar o Bolsonaro ao mar e vai tentar se reciclar aí com uma carinha qualquer e vão fazer propaganda. E isso o Brasil não aguenta mais”.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Nacional, Politica.

Comente: