Ciganos acusados de matar policiais são presos e tentam esconder arma com mulher

Um caso inusitado ganhou destaque nesta sexta-feira (18). Seis ciganos, entre eles duas mulheres, acabaram presos após uma ação da polícia. Mas afinal, o que aconteceu?

O grupo já  estava sendo procurado e tinha a fama de foragido por suspeitas no assassinato de policiais em Sergipe. Enquanto passavam pela BR-101, os ciganos levantaram suspeita e foram abordados pela Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Litoral Norte na altura da cidade de Rio Real. Então, como protocolo padrão, os agentes revistaram todo o carro a procura de armas. Contudo, os policiais não encontraram nada com os homens. Então, os resolveram chamar uma agente feminina para revistar as duas mulheres. Com uma delas, a agente encontrou um revolver e munições. Mas não é só isso.

Além disso, momentos depois de interceptarem o grupo, os agentes receberam a informação de que Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) conseguiu deter mais um cigano. Esse sétimo estava num carro do modelo Uno. Então, quando os agentes averiguaram o veículo, encontraram manchas de sangue no seu interior. Agora todos seguem presos e as autoridades da Bahia estão apurando o caso junto às autoridades de Sergipe.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Nacional.

Comente: