Ao visitar a namorada, jovem de 19 anos é torturado e morto por por morar em outro bairro

Uma triste notícia tem sido divulgada nas redes sociais nesta sexta-feira (22). Integrantes de uma facção criminosa tiraram a vida do jovem Arion Alencar da Silva, de 19 anos, morador do bairro Prefeito José Walter, em Fortaleza. A vítima foi abordada por criminosos na noite da última quinta-feira (21) no momento em que visitava a namorada no Pecém, município de São Gonçalo do Amarante. Os criminosos interrogaram o jovem e em seguida o mataram em razão dele ser morador do bairro da Capital. Familiares disseram que a namorada do jovem também foi morta, porém ainda não existe a confirmação do crime.

Arion teria ido visitar a namorada, que estava trabalhando no Pecém. Os dois jovens estavam em uma praça no momento em que houve a abordagem dos criminosos. Os bandidos indagaram Arion sobre o local onde ele morava e queriam saber o porquê dele está no Pacém e se pertencia a alguma facção criminosa.

Arion negou o envolvimento com organização criminosa e disse que estava alí porque era o local onde a namorada trabalhava. Os criminosos gravaram o interrogatório que foi publicado nas redes sociais. Foi divulgado também uma foto que seria de Arion, já sem vida, pelos criminosos que comemoraram a sua execução.

O jovem chegou a fazer uma ligação para o pai e repassou o celular para os bandidos. Informações apontam que Arion, que era pai de uma criança de apenas dois anos de idade e morava com o pai, não era envolvido com o crime.

A família de Arion foi informada que o corpo do rapaz estava na sede da Perícia Forense. Todos os amigos e familiares estão abalados com o que aconteceu e afirmam que Arion estava no lugar errado. Conhecido como uma pessoa alegre, o jovem possuía muitos amigos. Um deles, compartilhou fotos de Arion no Instagram onde ele é visto dançando e se divertindo. O amigo publicou também imagens de Arion com o filho recém-nascido.

“A gente nunca sabe quando vai perder alguém e isso dói, mas espero que você esteja em um bom lugar, pois você era um bom menino. Vou sempre lembrar de você assim. Sempre sorridente e alegre. Te amo meu menino, meu anjinho”, comentou o amigo.

“Meu Deus eu não me conformo. Queria saber o motivo fizeram essa injustiça. Tão novo, tão cheio de vida, tanta coisa para fazer e infelizmente estava no lugar errado”, lamentou uma familiar.

O caso é investigado pela Polícia Civil. O corpo de Arion foi encontrado abandonado na região de Caucaia.‘‘A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informa que equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), por meio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), foram acionadas, nessa quarta-feira (20), para realizar os primeiros levantamentos acerca de um homicídio ocorrido em Caucaia, na Área Integrada de Segurança 11 (AIS 11) do Ceará. O corpo da vítima foi localizado em uma via da zona rural do município, com perfurações decorrentes de disparos de arma de fogo. Uma equipe da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) esteve no local, onde coletou indícios que subsidiarão as investigações. O Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa (NHPP) da Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC) é a unidade da PC-CE que apura o caso com o objetivo de identificar e capturar os suspeitos de participarem do crime.’’

Da Redação do Acontece na Bahia

Categoria(s): Destaque, Regional.

Seis anos depois, polícia prende mulher que mandou tirar a vida do próprio filho em troca de noite amorosa

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta sexta-feira (22). Foi presa pela polícia de Alagoas nessa quarta-feira (20), Alexsandra Moura da Silva, acusada de mandar matar o próprio filho na cidade de Camaçari, Região Metropolitana de Salvador. O crime foi cometido pelo padrasto de Alexsandra, em 2015, e em contrapartida a mulher prometeu “uma noite de sexo”.

A prisão de Alexsandra aconteceu na cidade de Maribondo, em Alagoas, local onde ela foi encontrada. A polícia não divulgou informações sobre quando a acusada será trazida para a Bahia. “Só espero que ela venha pagar por todos os erros dela. A justiça de Jeová, de Deus, nunca falha!”, disse Terezinha Maia, avó da vítima Carlos Henrique Maia Moura dos Santos.


O crime aconteceu em janeiro de 2015. Alexsandra registrou um boletim de ocorrência relatando o desaparecimento do filho dois dias antes do corpo do menino aparecer boiando em um córrego no bairro da Bomba, em Camaçari. À polícia, Alexsandra se contradizia ao falar sobre o momento em que percebeu o desaparecimento do filho. O companheiro de Alexsandra apresentou um álibi e após ter sido detido provisoriamente foi liberado.

Em agosto de 2016 José Nilton Pereira da Silva, ex-companheiro da avó da criança, confessou ter matado a criança, confirmando também o envolvimento de Alexsandra no crime. A acusada chegou a fazer apelos em diversas emissoras de TVs baianas.

José Nilton confessou ter tirado a vida da criança por asfixia e jogado o corpo no rio a mando de Alexsandra. Em contrapartida iria receber “uma noite de sexo” de Alexsandra. José Nilton disse que o pagamento nunca ocorreu. José Nilton está preso e foi condenado a 28 anos de prisão.
Já Alexsandra, condenada a 32 anos de prisão, estava foragida desde 2017.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

Sobe para três o número de mortos no caso da Capelinha de São Caetano

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta quarta-feira (20). Subiu para três o número de mortos no ataque a Capelinha de São Caetano, segundo informações da Polícia Militar. A tragédia aconteceu na noite da última terça-feira (19), na 2ª Travessa da Jaqueira onde 10 pessoas foram atingidas por disparos de arma de fogo: Rafael Cidade dos Santos, que faleceu no local, Kesia Santana Santos, 22 anos, Irlan Oliveira Silva, 27, Ramon Silva Ribeiro, 32, Laerte Santos Pinheiro, 34, Caique Vinicios Santos Gonçalves, 19, Lara Maiana Oliveira Hungria, 19, Alan Felipe Evangelista dos Santos, 21, Lorena da Silva Andrade e um adolescente de apenas 17 anos.

As vítimas foram encaminhadas à princípio para a UPA de São Caetano e depois socorridas para o Hospital Geral do Estado, Hospital Ernesto Simões Filho e Hospital do Subúrbio. A Polícia Civil informou que o crime teria sido motivado por um desentendimento entre grupos de criminosos. Desde a noite dessa terça-feira testemunhas estão sendo ouvidas pela polícia e o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está investigando o crime.

Foram divulgados nas redes sociais vídeos do ataque onde é possível ver uma pessoa aparentemente baleada sendo carregada pela população. Outro vídeo mostra criminosos efetuando disparos de arma de fogo em um homem caído ao chão. Todo o conteúdo foi filmado pelos bandidos e nele é possível perceber mais de 10 tiros na cabeça da vítima.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Regional.

Agricultora do sul da Bahia cria ‘barraca da confiança’ onde cliente compra e paga sem ajuda de atendente

Uma notícia é manchete nos principais meios de comunicação nesta quarta-feira (20). Uma barraca com mercadorias para vender não apresenta nada de novo. A menos que ao se aproximar você não encontre ali a presença de um atendente. Esta barraca existe e fica localizada às margens da BR-101, entre os municípios de Itabuna e Buerarema. O local não possui vendedor e o cliente realiza a compra sozinho, selecionando o produto e colocando o dinheiro em uma caixinha. O troco é retirado pelo próprio cliente no ato da compra.

A agricultora Iraildes Oliveira é a dona da “barraca da confiança”. Com esforço próprio ela planta e colhe frutas, legumes e hortaliças e as coloca na barraca em razão da proximidade de sua residência. Confira:

“Planto de tudo um pouco. Tudo o que nós temos vai ali para aquele cantinho [a barraca]. Foi meu filho que me deu força para criar a barraca. Ele disse que se não desse certo, a gente tirava, mas está dando certo, graças a Deus. Deus tem mandado pessoas boas para nos ajudar comprando”, disse Iraildes em entrevista à TV Santa Cruz. A agricultora disse que vai à barraca pelo menos duas vezes ao dia para contabilizar os pagamentos e renovar o estoque.“Todo mundo que passa nessa estrada, que seja uma luz brilhante que Jesus deixou na terra. Que sejam honestos e que continuem comprando e ajudando, não só a mim, mas a qualquer pessoa que venda nessa estrada. Deixando muito exemplo de honestidade, porque o nosso mundo precisa”, disse Iraildes.

A ‘barraca da confiança’ de dona Iraildes ganhou visibilidade após o policial rodoviário Vinicius Alcântara gravar imagens do local e compartilhar nas redes sociais. “A gente estava fazendo uma ronda de rotina, quando vimos um veículo nas proximidades (da barraca) que talvez precisasse de ajuda. Foi quando abordamos e descobrimos que aquela família estava comprando mercadorias nesse espaço”, contou. “Ela (barraca) é muito mais do que uma questão comercial ou de mercado. Ela espalha um sentimento de esperança, de confiança e de que as relações humanas podem ser muito melhores do que são”, afirmou o policial.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Regional.