Bahia terá aulas em todos os sábados, sem férias em dezembro, diz Governador

As escolas estaduais da Bahia terão aulas aos sábados, sem recesso em dezembro e o calendário deve ir até fevereiro de 2021, disse o governador Rui Costa (PT). As aulas no estado ainda não têm data para retornar. As aulas foram suspensas na Bahia devido à pandemia do novo coronavírus.

“No retorno, vai ter aula todos os sábados e provavelmente vamos alternar, dividindo a turma em duas, garantindo dentro da sala o distanciamento social. Será obrigatório uso de máscara dentro da escola por todos”, afirmou o governador ao jornal Correio 24h.

“Devemos ir até fevereiro, para terminar o ano de 2020. Não terá recesso no final do ano. E com isso a gente cumprirá o número de horas”, continuou.

O governador ainda não determinou junto aos seus secretários quando as aulas retornarão efetivamente e disse que já realizou testagem em alunos em três municípios.

“A data é a única coisa que está pendente. Estamos monitorando a taxa de contaminação e ocupação de leitos. Só iremos anunciar [a data] quando tivermos uma taxa de contaminação inferior a que temos hoje”, disse. “Fizemos [testes] em Ipiaú, Itajuípe e Uruçuca. Em duas encontramos 10% da população estudantil, e professores, [já contaminados]”, acrescentou.

Categoria(s): Politica.

Prefeito de Itajaí recomenda aplicação de ozônio pelo ânus como tratamento para Covid-19

O prefeito de Itajaí, em Santa Catarina, Volnei Morastoni (MDB), sugeriu que a cidade começasse a aplicar ozônio pelo ânus em pacientes com diagnóstico positivo para a Covid-19 como forma de tratamento para a doença.

A técnica não tem eficácia comprovada contra o coronavírus e, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), ainda não há qualquer tratamento que tenha eficácia científica comprovada.

Durante transmissão ao vivo no Facebook, nesta segunda-feira (3), Morastoni afirmou que inscreveu o município na Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), vinculada ao Ministério da Saúde, para integrar um protocolo de pequisa sobre o uso do ozônio no combate à Covid-19 e ter acesso a um ambulatório, aparelhos e kits necessários para a aplicação.

“Além da ivermectina, da azitromicina, da cânfora, nós também vamos oferecer o ozônio. É uma aplicação simples, rápida, de dois, três minutinhos por dia. Provavelmente, vai ser uma aplicação por via retal, que é uma aplicação tranquilíssima, rapidíssima, com um cateter fininho e isso dá um resultado excelente. Nós vamos em breve estar implantando isso também, e aí a pessoa tem que fazer durante dez dias seguidos, são dez sessões de ozônio”, diz o prefeito.

Categoria(s): Politica.

Após se recuperar da Covid-19, Jair Bolsonaro inaugura obra em Campo Alegre de Lourdes

O presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) chegou à cidade de Campo Alegre de Lourdes, no norte da Bahia, na manhã desta quinta-feira (30) para fazer a inauguração da segunda etapa do Sistema Integrado de Abastecimento de Água do município.

O presidente chegou ao local da cerimônia por volta das 10h50. Ele utilizava máscara de proteção contra a propagação da Covid-19, entretanto retirou o equipamento antes de iniciar o discurso.

De acordo com o G1, este é o primeiro dia de eventos públicos com a participação do presidente após se recuperar da Covid-19. Ele anunciou o resultado positivo do teste de Covid-19 em 7 de julho.

Na ocasião, Bolsonaro informou que faria os despachos por videoconferência, na residência oficial do Palácio da Alvorada. Ele chegou a cancelar uma viagem que faria à Bahia.

Categoria(s): Politica.

Recuperado da Covid-19, Bolsonaro viaja para o Nordeste

Após ficar quase 20 dias sem sair do Palácio da Alvorada, devido à Covid-19, o presidente Jair Bolsonaro deve retomar nesta semana a agenda de viagens pelo país. A previsão é que Bolsonaro visite a Bahia e o Piauí na quinta-feira (30) e o Rio Grande do Sul na sexta-feira (31).

Na quinta-feira, o roteiro foi uma ida a São Raimundo Nonato (PI), para visitar a Serra da Capivara e para Campo Alegre de Lourdes (BA), para inaugurar a adutora que capta água do Rio São Francisco. Na sexta-feira, Bolsonaro deverá participar da entrega de um conjunto habitacional no Rio Grande do Sul.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, deve acompanhá-lo. A viagem para a Bahia e o Piauí estava prevista para início de julho, mas foi adiada por causa do diagnóstico de Bolsonaro do novo coronavírus. O presidente ficou em isolamento forçado no Alvorada entre os dias  e 25 de julho. Neste período, realizou quatro testes para detectar a doença.

Na terça-feira passada, Bolsonaro chegou a dizer que pretendia viajar para o Piauí ainda naquela semana, caso recebesse um resultado negativo. O exame naquele dia, contudo, teve diagnóstico positivo e o presidente teve que adiar o compromisso.

Categoria(s): Politica.

Com presença de Netinho, encontro de Jair Bolsonaro termina com apoiadores cantando ‘Mila’

No último sábado (18), desobedecendo as regras da quarentena e do isolamento social a pacientes infectados com o novo coronavírus, Jair Bolsonaro (Sem Partido), presidente do Brasil, participou de um encontro com apoiadores no Distrito Federal.

A confraternização pró-bolsonaro foi marcado por hino nacional, defesa do vermífugo nitazixanida, conhecido como Annita, como tratamento da Covid-19, oração do pai nosso e pela música “Milla”, do cantor e apoiador do presidente, Netinho.

O artista estava ao lado do rpesidente e deu voz a música. Jair voltou a criticas as medidas de isolamento como excessivas. “Tem que pensar na economia. Não adianta ficar falando em vida, em vida, em vida, porque o isolamento mata”, disse ele.

Os apoiadores finalizaram o encontro cantando a Música ‘Mila’. Confira o vídeo:

Categoria(s): Politica.

‘Não recomendo’, diz Bolsonaro sobre tratar covid-19 com hidroxicloroquina

O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar sobre o tratamento que ele está fazendo para combater a covid-19, com hidroxicloroquina, no final da tarde dessa quarta-feira (15). O presidente fez uma live no Facebook para confirmar que o segundo teste feito por ele deu resultado positivo para o vírus. Apesar de dizer que o medicamento estava trazendo bons efeitos, Bolsonaro afirmou que “não recomenda nada, recomendo que você procure seu médico”.

“Estou medicado desde o ínicio com hidroxicloroquina. Tenho recomendação médica para isso. Estou me sentindo bem desde o dia seguinte.

Não tive nenhum sintoma forte, uma febre pequena na segunda-feira retrasada, de 38 graus, um pouco de cansaço e dores musculares”, disse o chefe do Executivo.

Durante o vídeo, Bolsonaro questiona se o fato de estar se sentindo melhor tem a ver com o tratamento. “Coincidencia ou não, sabemos que o tratamento não tem nenhuma comprovação científica mas deu certo comigo”.

Ele relembrou que o medicamento ainda está passando por testes e voltou a falar que tem apoio de alguns médicos para aprovação do medicamento. “Não estou fazendo nenhuma campanha, o custo é baratíssimo.

Deve ser até por isso que existem algumas pessoas contra. Outras, pelo que parece, é uma questão ideológica”, explicou.

Categoria(s): Politica.

Justiça indicia Geraldo Alckmin por corrupção, lavagem de dinheiro e caixa dois

A Polícia Federal indiciou nesta quinta-feira, dia 16, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) pela suspeita de crimes de corrupção passiva, falsidade ideológica eleitoral e lavagem de dinheiro, com penas que variam de 3 a 12 anos de prisão.

Trata-se de uma fase da Operação da Lava Jato que tramita na Justiça Eleitoral paulista.

A investigação policial se baseia em informações prestadas na delação premiada de executivos do Grupo Odebrecht. Além de Alckmin, também foram indiciados o seu ex-tesoureiro de campanha e ex-secretário do Planejamento Marcos Antônio Monteiro e o seu ex-assessor de Planejamento Sebastião Alves de Castro.

Em nota, a PF informou que, além dos depoimentos dos colaboradores, levantou informações do sistema de informática da empreiteira, análise de conversas telefônicas e de documentos, “indicando a prática de cartel no Metrô de São Paulo e no Rodoanel”. As investigações iniciadas a partir da delação da Odebrecht apuram um total de 10,3 milhões de reais que teriam sido repassados às campanhas do tucano, em 2010 e 2014, que governou São Paulo por quatro mandatos e se candidatou à presidência da República na última eleição, em 2018.

Em algumas planilhas entregues pela empreiteira à Justiça, figura o codinome “M&M” como beneficiário de uma quantia de 8 milhões de reais em 2014. “M&M” seria uma referência a Marcos Monteiro e os valores teriam sido pagos em relação às obras da Linha 6 do Metrô e do Emissário da Praia Grande (SP).

Inicialmente, o inquérito foi aberto no Superior Tribunal de Justiça (STJ), em 2017, mas depois “desceu” para a Justiça Eleitoral assim que Alckmin renunciou ao posto de governador para disputar o pleito presidencial, perdendo o foro privilegiado.

De acordo com a Veja, a PF também teve acesso a provas obtidas em outros processos que tramitam na Justiça contra Alckmin. Um deles se refere ao esquema do doleiro Álvaro Novis, que estruturava os pagamentos em espécie do Departamento de Operações Estruturadas da Odebrecht, o “setor da propina”.

Os investigadores apontam Sebastião Alves, homem de confiança de Marcos Monteiro, como um dos supostos emissários que recebiam esse dinheiro destinado a campanhas eleitorais.

Categoria(s): Politica.

Em isolamento social, Bolsonaro reclama da quarentena: “É horrível”

Após testar positivo para a Covid-19, Jair Bolsonaro (Sem partido) anunciou na última segunda-feira (13) que se submeterá a um novo exame hoje e disse que não está mais aguentando ficar em casa.

Contra a pandemia e o isolamento social adotado por governadores e prefeitos, Jair disse que tem se sentido muito bem, sem febre e sem dificuldade para respirar.

“Amanhã [terça-feira] não sei se vai se confirmar [a presença do vírus] com o novo exame. Se estiver tudo bem, a gente volta ao trabalho. Claro, do contrário, a gente aguarda mais alguns dias”, disse o presidente ao comentar que pretende voltar as atividades na próxima semana.

O Brasil é o segundo país com mais casos e mais óbitos por COVID-19, atrás dos Estados Unidos. Até esta segunda-feira, o Brasil soma 72.833 mortos e 1,8 milhão de contagiados pelo novo coronavírus.

Categoria(s): Nacional, Politica.

‘Não usa máscara, aglomera, transmitiu a muitos’, diz Mandetta sobre Bolsonaro

Luiz Henrique Mandetta (DEM), ex-ministro da Saúde, comentou sobre o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) ter contraído o novo coronavírus. O médico não se demostrou surpreso.

“Quem aglomera, quem não usa máscara, tem uma chance enorme de contrair a doença. No caso dele, contraiu – e era esperado que contraísse”, comentou, disse Mandetta em entrevista ao Site Metrópoles.

O ex-ministro ainda disse que Bolsonaro ter pego essa doença ajudaria ele entender o problema da covid-19 e assim possa conduzir de forma melhor o combate contra a doença.

“Desejo que ele possa entender melhor as milhares de pessoas que tiveram diagnósticos ontem (terça-feira), no mesmo dia que ele, e que hoje (quarta-feira) estão em alguma cidade aguardando um leito de CTI que não existe”, finalizou Mandetta.

Categoria(s): Politica.

Facebook exclui contas falsas ligadas à família Bolsonaro

Na última quarta-feira (8), o Facebook excluiu diversas páginas e contas fakes ligadas a funcionários dos gabinetes da família de Jair Bolsonaro (Sem Partido). De acordo com a empresa, foram retiradas 35 contas, 14 páginas e um grupo.

“Essa rede consistia em vários grupos com atividades conectadas que usavam uma combinação de contas duplicadas e contas falsas – algumas das quais foram detectadas e desativadas por nossos sistemas automatizados – para evitar a aplicação [de políticas da plataforma]”, diz a nota da empresa sobre a retirada das contas.

A empresa acrescentou que embora as pessoas tentassem ocultar suas identidades, investigações feitas pela rede social comprovaram que essas contas tinham ligações com o PSL.

O Facebook explicou que as atividades foram identificadas como parte de uma investigação interna da empresa sobre suspeitas de comportamento inautêntico coordenado no Brasil, relatado pela imprensa e citado durante audiências no Congresso brasileiro.

Categoria(s): Politica.