Bolsonaro descarta criação de impostos sobre grandes fortunas diz que “É um crime agora ser rico no Brasil”

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta terça-feira (3). O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), disse nessa segunda-feira (2) que a instituição do imposto sobre grandes fortunas e tabelamento de preços ou aumento de carga tributária no Brasil, estão fora de cogitação.

“Alguns querem que eu taxe grandes fortunas no Brasil. É um crime agora ser rico no Brasil. Alguns querem que se aumente a carga tributária, que se tabele preços. Nós somos aquilo que nós produzimos”, disse Bolsonaro.A fala do presidente em sentido contrário à criação de impostos contradiz a proposta trazida pelo Planalto que prevê taxação de 20% sobre lucros e dividendos, o que incidiria sobre os ganhos de empresários e acionistas.

Bolsonaro disse ainda que solicitou ao presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Gustavo Montezano, para investigar valores enviados ao exterior pelo banco para execução de projetos em outros países.”Eu pensava que fosse caixa preta, mas não, foi enviado legalmente ao exterior”, disse em discurso de cerimônia do lançamento do programa Água nas escolas.

O presidente Bolsonaro prometeu durante campanha que investigaria suposta utilização do BNDS em esquemas de corrupção.”Eu pensava que era caixa preta, mas não, (o dinheiro) foi legalmente para o exterior, com medidas provisórias alteradas no cantinho e aguardando o momento em que a votação fosse simbólica e, não, nominal. O montante é assustador”, disse. Na sequência, Bolsonaro criticou a Venezuela que, segundo ele, não honra os acordos com o BNDES pela realização de obras em seu território.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

Mourão descarta possibilidade de renúncia e afirma que segue no governo ‘até o fim’

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais neste domingo (1º). O vice-presidente Hamilton Mourão usou as redes sociais neste sábado (31) para afastar rumores de uma possível saída dele do governo e garantir que permanecerá no cargo ‘até o fim’, mesmo com críticas feitas pelo presidente Bolsonaro.

“Desde 2018 tenho viajado pelo Brasil e muitas pessoas falam que votaram na chapa JB-Mourão por confiar em mim. Em respeito a essas pessoas e a mim mesmo, pois nunca abandonei uma missão, não importam as intercorrências, sigo neste governo até o fim”, comentou Mourão no Twitter.

O presidente Bolsonaro afirmou que a atuação do vice-presidente ‘por vezes atrapalha’, em entrevista a rádio Arapuan, da Paraíba. Na ocasião Bolsonaro comparou a função de vice com o cunhado. “Você casa e tem que aturar, não pode mandar embora”, disse.

Segundo a CNN, o vice-presidente foi aconselhado por um general da reserva, que é próximo a ele, a renunciar ao cargo, porém Mourão teria dito que ainda não seria o momento. De acordo com fontes próximas, Mourão irá tentar uma vaga no Senado em 2022 e também já analisou a possibilidade de concorrer ao governo do Rio Grande do Sul. Mourão havia ficado de fora das reuniões ministeriais promovidas pelo presidente Bolsonaro por alguns meses, mas foi convocado para as conversas no início do mês de julho.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque, Politica.

Nova pesquisa eleitoral aponta o ex-presidente Lula com vantagem sobre Bolsonaro em 2022

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (30). Uma pesquisa feita pelo Paraná Pesquisas e divulgada nessa quinta-feira (29), mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com um aumento de vantagem em um possível segundo turno contra Jair Bolsonaro (sem partido), nas eleições de 2022.

Segundo a pesquisa, em um confronto direto Lula passou de 40,2% das intenções de voto no mês de junho para 43,3% em julho. A pesquisa mostrou que nenhum/ branco/ nulo são 15% (15,3% em junho) e não sabe/não respondeu 3,4% (4,4% em junho).

O petista aparece, segundo a pesquisa, com menor rejeição e maior potencial de voto que o atual presidente. A pesquisa mostrou que 46,7% não votariam em Lula de jeito nenhum e com Bolsonaro esse percentual é de 53,3%. Dos entrevistados, 25,8% disseram que poderiam votar em Lula. Já com Bolsonaro, este índice é de 19.1%. A pesquisa mostrou que os dois nomes aparecem empatados em certeza de voto: 26,8% para Bolsonaro e 26,7% para o petista. De acordo com a pesquisa, o desconhecimento de ambos é inferior a 0,5%.

A pesquisa também analisou o nome do apresentador José Luiz Datena em uma disputa para 2022.A pesquisa que foi contratada pelo PSL, mostrou que Datena fica atrás somente de Lula e Bolsonaro que apresentam larga vantagem.

Foram ouvidas 2.010 pessoas entre os dias 24 e 28 de julho, em 26 estados e também no Distrito Federal, com uma margem de erro de 2% para os dados apresentados.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.

Depol afirma que ninguém suspeito entrou no apartamento da deputada Joice Hasselmann

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta terça-feira (27). A perícia feita nas imagens de câmeras de monitoramento do prédio no qual a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) foi agredida, mostrou que ninguém suspeito entrou no apartamento dela. Este é o resultado das investigações da Depol, Departamento de Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados.

A seguir a nota enviada pela assessoria de imprensa da Câmara dos Deputados​:“O Departamento de Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados (Depol) realizou perícia em 16 câmeras do prédio onde se localiza o apartamento funcional da deputada Joice Hasselmann e oitivas de funcionários que trabalham no local.

O Depol já enviou o inquérito acerca do caso para o Ministério Público Federal. Caberá ao Procurador da República oferecer ou não a denúncia à Justiça Federal.

A Câmara esclarece que há segurança nos locais onde se localizam os apartamentos funcionais dos parlamentares. Os prédios possuem vigilância armada e porteiros, ambos 24 horas por dia, 7 dias por semana. Além disso, há câmeras de segurança e rondas ostensivas, com viatura caracterizada.

Demais informações sobre a investigação do caso da deputada Joice Hasselmann, no âmbito do Departamento de Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados, são sigilosas, conforme artigo 20 do Código de Processo Penal”, diz a nota.

A parlamentar contou na última quinta-feira (22), que estava se recuperando de cinco fraturas no rosto e uma na costela, além de cortes espalhados pelo corpo em razão de ter sido supostamente atacada por alguém dentro de casa. A deputada tem sustentado a tese de que uma terceira pessoa teria entrado no apartamento em que ela estava com o seu marido e feito o ataque. Investigações nas imagens, no entanto, mostram que ninguém entrou no imóvel. Além da análise das imagens do dia em que o incidente aconteceu, (18 de julho), os agentes verificaram as gravações de dias anteriores. As investigações também se concentram em imagens de câmeras de monitoramento de prédios que ficam no entorno do edifício funcional em que Joice estava, a fim de se observar aproximações de pessoas estranhas ou suspeitas.

Recentemente a deputada disse em entrevista, que tem dois nomes que supostamente seriam os responsáveis pelo atentado que sofreu.“Agora, minhas dúvidas são: era para me dar um susto? Para querer me machucar? Para fazer algo pior? Isso que a gente precisa descobrir. Eu tenho duas suspeitas”, contou, sem fazer menção a nenhum nome.

Ao jornalista Leo Dias, Joice Hasselmann disse que não possui o perfil de uma pessoa que gosta de festas.“Rapaz, eu sou aquela pessoa assim, ó: convidou para festa? Vou e cumprimento todo mundo. E eu sou igual Cinderela: meia-noite, viro abóbora. Então, saio de fininho, sem dar tchau para ninguém. Todo mundo fica bravo comigo. Então, eu vou lá, faço um socialzinha e tal, comecei uma reunião nove, dez horas e, daqui a pouco, meia-noite sumiu a Joice. Cadê a Joice? Já estou em casa, de pijama. Então, assim, eu gosto de pessoas, de reuniões, mas eu brinco que nasci com 300 anos. Gosto muito mais de um jantarzinho em casa, uma coisa mais petit comité”, concluiu.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional, Politica.