Ministério da Saúde pede que mulheres adiem gravidez até final da pandemia, caso seja possível

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (16). Houve um pedido feito nesta sexta por Raphael Parente, secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde, para que mulheres evitem a gravidez, caso seja possível, até que pandemia retroceda.

De acordo com Raphael, a medida se justifica pelo fato da gravidez favorecer tromboses (formação de coágulos no sangue), e se assemelha a condição trazida pela covid 19 que também favorece tromboses e neste sentido pode acarretar uma combinação perigosa.

“Caso possível, postergar um pouco a gravidez, para um melhor momento, em que você possa ter a sua gravidez de forma mais tranquila. A gente sabe que na época do zika, durante um, dois anos, se teve uma diminuição das gravidezes no Brasil, e depois aumentou. É normal. É óbvio que a gente não pode falar isso para alguém que tem 42, 43 anos, mas para uma mulher jovem, que pode escolher um pouco ali o seu momento de gravidez, o mais indicado agora é você esperar um pouquinho até a situação ficar um pouco mais calma”, informou Raphael Parente, que é médico e tem doutorado em ginecologia.

O Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês) alertou no ano passado para uma situação de risco maior de gestantes estarem infectadas pela covid 19.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Ao ter festa de aniversário impedida por Polícia Militar, mulher canta música ‘Seu Polícia’ para convencer o policial

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (16). Uma situação inusitada aconteceu em Rio Branco, Acre, quando a Polícia Militar foi chamada em uma ocorrência para acabar com uma festa de aniversário que estava acontecendo na madrugada. Inconformada com o fim do aniversário da família, uma mulher cantou partes da música  “Seu Polícia”, da dupla Zé Neto e Cristiano, para os policiais.

A Polícia Militar recebeu uma denúncia para averiguar uma festa ilegal que estava acontecendo em uma residência na noite de quarta-feira (14), e foi aí que tudo começou. Atividades como a que estava acontecendo estão proibidas das  22h às 5h por causa dos protocolos de segurança trazidos em função da pandemia.

Ao verificar a veracidade da denúncia, a Polícia Militar encerrou a festa mas a mulher se recusou a aceitar a determinação dos agentes e não se conformou em ter que acabar a festividade. Foi então que começou a cantar trechos da música para um dos policiais. A tática obviamente não funcionou e a festa foi finalizada.

Confira o vídeo:

 

 

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Salário mínimo de R$ 1.147 é a proposta feita pelo governo para 2022; Valor apenas repõe perda da inflação

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (16). A proposta do novo salário mínimo feita pelo governo federal para 2022 é de R$ 1. 147, de acordo com o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) do ano que vem. O Ministério da Economia enviou o texto do projeto de lei nesta quinta-feira (15), último dia para que a proposta pudesse ser encaminhada ao Congresso Nacional.

O aumento é de R$ 47 em relação ao valor do salário mínimo atual que é de R$ 1.100 e corresponde a um acréscimo de 4,27% que é a estimativa do Ministério da Economia para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 2021, feita no último mês de março. Segundo especialistas, a indicação do governo busca apenas repor a perda da inflação do período sem valorização real do poder de compra.

A proposta do governo para o salário mínimo nos próximos anos é R$ 1.188 em 2023 e de R$ 1.229 em 2024.Estes números são dados apenas como referência e são sujeitos a alteração a posteriori.

Da redação do Acontece na Bahia  

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Ex-diretora de TV, Marlene Mattos, acusa Xuxa de calúnia e regista Boletim de Ocorrência

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta sexta-feira (16). A ex-diretora de televisão e empresária Marlene Mattos, registrou Boletim de Ocorrência na 42ª Delegacia de Polícia do Rio de Janeiro, nessa quinta-feira (15) contra a apresentadora Xuxa Meneghel por calúnia. Marlene teria se irritado com uma entrevista concedida por Xuxa à revista Veja, onde diz ter sido “enganada, usada, manipulada e roubada” por Marlene, sua empresária à época.

A entrevista à revista Veja foi concedida em 22 de janeiro e foi a causa que motivou o processo. Na entrevista Xuxa disse que antes de dirigir sua carreira foi enganada, por conta da ex-diretora. “Olha, eu poderia ser duas ou três vezes mais rica. Fui tudo o que as pessoas imaginam: enganada, usada, manipulada, roubada. Quando falo disso, vem logo a imagem da Marlene, mas não foi só ela. Insisto em dizer que confiei demais em todas as pessoas próximas a mim. Fui passada para trás por coreógrafo, maquiador, fotógrafo. Digo sem vergonha que fui inocente, boba, burra mesmo”, disse Xuxa.

Na ocasião Xuxa disse que Marlene Mattos controlava sua vida pessoal. “Se eu falasse que não fui manipulada, estaria mentindo. Mas preciso deixar claro que eu permiti. Era cômodo ter alguém organizando tudo da minha vida profissional, pessoal e até afetiva. Chegou a um ponto em que ela decidia como eu deveria falar, vestir e até namorar. “Entre ele e o trabalho, tem que escolher o segundo”, dizia. E eu obedecia. Nem eu sei como me sujeitei a tudo isso e por tanto tempo”, comentou.

Segundo informações do jornal O Globo, Marlene Mattos entrou com pedido de indenização por danos morais contra a apresentadora. Marlene foi por quase 20 anos a empresária de Xuxa. Estiveram juntas em programas como o “Xou da Xuxa”, “Xuxa Park” e “Planeta Xuxa”.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , .

Categoria(s): Destaque, Nacional.