Adolescente de 14 anos tem 80% do corpo queimado após curto-circuito na TV

Aos prantos, a dona de casa Luciene Pereira Almeida, 41, relatou ao CORREIO como tudo aconteceu. No Hospital Geral do Estado (HGE), para onde a vítima foi transferida, Luciene – que é mãe de três filhas -, conta que havia saído para resolver problemas quando recebeu um telefonema do vizinho questionando se havia alguém no imóvel.

O vizinho entrou no imóvel e, segundo a mãe, contou que encontrou a adolescente sobre a cama, enrolada com um edredom e aparentemente desmaiada. “Ela pode ter respirado a fumaça, porque ele disse que pegou ela desacordada, toda coberta”.

A mãe disse ainda que a filha de 14 anos não gosta de acordar cedo. “Ela deve ter pensado que os gritos das meninas eram pra ela acordar, mas não, era pra livrar ela do fogo”, lamenta a mãe, ao lembrar que ouviu de uma médicas, esta manhã, que não seria enganada sobre o estado de saúde da menina. 

Ela respondeu que, sim, que as duas filhas, de 7 e 14 anos, além da netinha de 2. O homem falou do incêndio, e não sabia, mas as duas crianças já haviam escapado do fogo. Conseguiram sair pelo quintal, depois de gritar a irmã, que continuou dormindo no único quarto da casa. 

“Ela me disse: ‘mãe, o estado dela é muito grave. Ela teve 80% do corpo queimado’. Falou que ontem à noite ela acordou, mas precisou ser sedada de novo porque tentou tirar os tubos”, comenta, ao lembrar que apenas “cabelos e sobrancelhas não foram queimados”.

No posto policial da unidade de saúde, Luciene disse, ainda, que perdeu tudo em casa. A filha e a neta, que escaparam sem ferimentos, estão sob os cuidados da mais velha, uma jovem de 20 anos que havia saído para trabalhar no momento do acidente.

‘Não sei onde vou buscar coragem’
“Eu passei o dia inteiro no hospital ontem e só Deus tem me dado força para ver minha filha nesse estado. Estou com muito medo, não sei onde vou buscar coragem para entrar lá agora e olhar minha menina toda queimada”.

Sozinha em Salvador, a dona de casa disse que morava no imóvel há seis meses. O local, que comprou logo que se separou do pai das filhas, no entanto, já havia apresentado sinais de problemas na fiação elétrica.

“Eu notei que a tomada da geladeira estava dando uns curtos, mas nada demais. Chamei um rapaz para ver e achei que tinha ficado tudo bem. Quando foi ontem, isso”, diz ela, que, a princípio, socorreu a menina para o Hospital Prado Valadares, na cidade de Jequié.

Da casa, de um quarto com janela, sala, quintal, e banheiro, restou apenas a imagem da devastação causada pelo fogo: “Eu não quis nem fazer foto, ou ver, eu quero esquecer”.

(Fonte: Correio)

Categoria(s): Internas.

Baixa Grande: Denúncia de descaso na merenda escolar relata “Meio copo de suco com duas bolachas.”

A atual administração municipal de Baixa Grande parece que começa a entrar num Inferno Astral. Dezenas de denúncias de descasos estão circulando nas redes sociais e também na Tribuna da Câmara dos Vereadores. Uma delas repercutiu de forma bastante emblemática contra a gestão do Prefeito Heraldo Miranda (PMDB), na sessão da Câmara Municipal que ocorreu na sexta feira (11). Os vereadores Humberto Suzart (PSB) e Werlisson Rios (PSD), afirmaram que populares encaminharam denúncia de que na Escola Municipal de Italegre a merenda escolar dos alunos tem sido meio copo de suco e duas bolachas para cada aluno.

Sustentando também que outras escolas do Município de Baixa Grande a situação se repete. Por ser uma questão que envolve menores de idade e ainda em fase de aprendizado, sendo a maioria de renda familiar muito baixa, a denúncia soou muito mal à gestão do prefeito Heraldo Miranda. Governo em Xeque: O governo que vinha razoavelmente bem começa a ganhar contornos de colapso administrativo e político, caso o ritmo de denúncias continue.

Afirmações de bastidores também apontam que outras denúncias sobre irregularidades em licitações poderão surgir em breve. Um vereador chegou a afirmar que o caso de Fraude da Licitação para Hospedagem é “apenas a ponta do Iceberg”. E outra fonte afirma que vários pagamentos referente aos dois dias de Festa do Aniversário da Cidade podem estar ocorrendo via caixa dois e estão investigando o caso.

 Analistas afirmam que outra questão relacionadas à licitações irregulares levariam a administração à lona, visto quê, na primeira denúncia o prefeito alegou que não sabia de nada e instalou uma Auditoria para rever contratos. Argumento este utilizado para barrar uma CEI ( Comissão Especial de Investigação) na Câmara Municipal, sobre as denúncias. Outra denúncia com provas em pouco espaço de tempo levara o Prefeito a perder mais apoio político do que já vem perdendo.

Da Redação

Categoria(s): Internas, Politica.

Aprovada resolução para desativação da comarca de Baixa Grande

Reunidos em sessão plenária realizada na manhã desta quarta-feira (5), os desembargadores do Tribunal de Justiça da Bahia decidiram pela aprovação da Resolução para desativação de varas e comarcas de entrância inicial.
A medida está alinhada ao que dispõe a Resolução nº 184/2013, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que estabelece, em seu artigo 9°, que os tribunais devem adotar providências necessárias para extinção, transformação ou transferência das unidades judiciárias ou comarcas com distribuição processual inferior a 50% da média de casos novos por magistrado do respectivo Tribunal, no último triênio.

Também são observados critérios e questões técnicas como a arrecadação judicial e a despesa da comarca, bem como a distância entres as comarcas que recepcionarão o acervo processual e o número de servidores da comarca desativada.

Foi aprovada a desativação das comarcas da coluna à esquerda (na coluna da direita, a comarca que irá recepcionar os processos da comarca desativada):

 

Acajutiba Esplanada
Alcobaça Prado
Angical Barreiras
Brejões Amargosa
Brotas de Macaúbas Oliveira dos Brejinhos
Itagimirim Eunápolis
Itiruçu Jaguaquara
Maraú Itacaré
Palmeiras Iraquara
Presidente Dutra Irecê
São Gabriel Central
Serra Preta Ipirá

Também foram selecionadas para desativação as comarcas que já eram agregadas, na coluna da esquerda (comarcas da direita irão recepcionar os processos da comarca desativada):

Abaré Chorrochó
Aurelino Leal Ubaitaba
Baixa Grande Ipirá
Boa Nova Poções
Boquira Macaúbas
Conceição da Feira São Gonçalo dos Campos
Ibicuí Iguaí
Ibirapitanga Ubatã
Itapebi Itagimirim
Itapitanga Coaraci
Jaguaripe Nazaré
Jiquiriçá Mutuípe
Milagres Amargosa
Mucugê Andaraí
Nova Canaã Iguaí
Nova Fátima Capela do Alto Alegre
Paratinga Bom Jesus da Lapa
Pau Brasil Camacã
Rio de Contas Livramento de Nossa Senhora
Santa Luzia Camacã
Wanderley Cotegipe

 
As comarcas de Camamu, Castro Alves, Inhambupe, Itajuípe, Olindina, Pojuca e Uruçuca, que possuíam duas varas – crime e cível – passam a ter vara única, passando para jurisdição plena.

As comarcas desativadas poderão voltar a funcionar, ou seja, ser ativadas a qualquer tempo também por resolução do Tribunal Pleno.

Moções – Ao final da sessão, a decana do Tribunal de Justiça, desembargadora Sílvia Zarif, apresentou moção de aplausos pela passagem do 194º ano da Independência do Brasil na Bahia, ocorrida a 2 de julho de 1823.

Também parabenizou o desembargador Salomão Resedá pela iniciativa de “promover, tenho certeza, um dia único e inesquecível para 100 crianças e adolescentes de instituições de acolhimento de Salvador, ao levá-las para um passeio no metrô, na última quinta-feira, 29 de junho”.

As moções foram aprovadas por unanimidade pelo Tribunal Pleno

Categoria(s): Internas.

Povoado de Italegre entra para a história de Baixa Grande com vídeo acima de 100 mil no Facebook.

Distante cerca de 20 km da sede do município de Baixa Grande, o povoado de Italegre encanta por seu clima agradável, terras boas, povo sério e hospitaleiro. No mês de Junho, milhares de pessoas celebram o São João. Muitos filhos da terra retornam a rever o lugar e aos parentes e visitantes se encantam com o lugar, que é habitado pelo homem há quase 200 anos.

Mas o que os moradores não esperavam é que um vídeo simples circulasse com tanta força nas redes sociais: o vídeo da “Turma da Labuta” limpando as ruas do povoado, após a festa de São João ultrapassou a marca de 100 mil visualizações em menos de 24 horas. “Pode se considerar esta marca como um registro histórico para o povoado.” Afirma o editor da Página Acontece na Bahia, Rômulo Fontoura.

Acima das 100 mil visualizações, está também o número de pessoas alcançadas que já está perto de meio milhão de pessoas. O vídeo mostra as pessoas dançando e limpando o povoado, provocou um verdadeiro debate propositivo na internet, sendo exemplo para muitos outros lugares.

Por Italegre passa a BR 349, que liga Aracaju ao Estado de Goiás. A BR que é planejada ainda não foi asfaltada. Ainda conserva uma parte de casas antigas com bonita arquitetura e tem diversos eventos sociais ao longo do ano.

Da Redação.

Assista;

Categoria(s): Internas.