Casamento gera 7 mortos e quase 200 infectados pelo coronavírus

Deveria ficar na lembrança como uma celebração de amor em pleno verão na pitoresca cidadezinha de Millinocket, Maine. Mas a festa de casamento terminou com sete mortes e pelo menos 177 pessoas infectadas pelo coronavírus.

Um dos motivos desta festa que terminou em tragédia é que os convidados para o casamento do dia 7 de agosto eram 65, mais do que o máximo permitido de 50 pessoas.

Eles primeiro compareceram a uma cerimônia em uma igreja batista, e depois a uma recepção no Big Moose Inn, ambos perto de Millinocket, uma cidade de 4.000 habitantes.

Dez dias depois, 24 pessoas ligadas ao casamento testaram positivo para a covid-19, e o Maine Center for Disease Control abriu uma investigação.

O diretor do Centro, Nirav Shah, informou na quinta-feira em uma coletiva de imprensa que, como resultado do casamento, havia pelo menos 177 pessoas infectadas. Sete morreram, embora “nenhuma vítima fatal tenha estado presente na festa”.

Os “detetives” que tentam encontrar todas as pessoas que entraram em contato com os infectados vincularam o casamento a vários focos do vírus em todo o estado do Maine, na fronteira com o Canadá.

Um total de 39 casos e seis mortes ocorreram em um lar de idosos a 160 km de Millinocket, mais de 80 casos foram identificados em uma prisão a 370 km do local do casamento – um dos guardas compareceu ao casamento – e há 10 casos prováveis em uma igreja batista na mesma região.

Para Maine, que inicialmente adotou regras muito rígidas de confinamento e distanciamento social, mas depois as relaxou devido ao seu índice de infecção muito baixo, o que aconteceu foi um lembrete de que não se deve baixar a guarda contra o vírus.

“Quando descobrimos o que aconteceu, todos voltaram para a quarentena (…) Tudo fechou na cidade”, disse Cody McEwen, presidente da Câmara Municipal, à AFP.

Alguns moradores da cidade estão furiosos com os organizadores do casamento, a começar pelo salão onde foi realizado, e cuja licença foi temporariamente suspensa.

“Não deveriam ter organizado aquele casamento. Deveriam ter limitado a 50 pessoas”, lamentou Nina Obrikis, um membro da Igreja Batista local. “Agora não podemos ir a lugar nenhum, não podemos fazer nada”.

A governadora do Maine, Janet Mills, emitiu um alerta na quinta-feira para 1,3 milhão de residentes deste pequeno estado altamente rural, cuja taxa de contágio é de 0,6%.

Este aumento de casos “ameaça arruinar o progresso feito” em face da pandemia, afirmou. “Não estamos do outro lado do túnel da covid-19, o vírus está em nossos jardins”, enfatizou.

Desde o início da pandemia, uma série de eventos foi relacionada a um número exponencial de casos. Os primeiros nos Estados Unidos estavam ligados uma conferência de biotecnologia em Boston em fevereiro, onde cerca de 175 pessoas participaram, e a um enterro na Geórgia, onde mais de 100 pessoas foram infectadas com o vírus.

Nas últimas semanas, ocorreram vários surtos, principalmente em campi universitários, como resultado de festas. Algumas faculdades tiveram que fechar suas portas e mandar os alunos para casa.

Na Universidade Oneonta, no interior do estado de Nova York, mais de 670 casos foram detectados em um mês.

Categoria(s): Internacional.

Homem é picado nas partes íntimas por cobra após sentar em vaso sanitário

Um jovem, de 18 anos, foi picado por uma cobra píton, na última terça-feira (8), após se sentar para utilizar o vaso sanitário em casa. A mordida o atingiu nas partes íntimas e ele precisou ser levado mãe ao hospital, onde recebeu três pontos para fechar o ferimento.

Nesse sentido, o caso foi registrado na Tailândia.

O jovem Siraphop Masukarat não percebeu a presença do animal. “Eu estava usando o banheiro, mas alguns momentos depois de me sentar, senti uma dor no pênis […] Eu olhei para baixo e vi que havia uma cobra”, recordou.

Por fim, o tailandês relatou que, apesar de pequena, a cobra era muito forte e a mordida deixou rastros de sangue por toda parte.

Ele recebeu três pontos nas partes íntimas para suturar o ferimento. Após ser capturada, a cobra foi solta em uma área de mata.

Categoria(s): Internacional.

Homem explode a cozinha ao tentar matar inseto com raquete elétrica

Na última sexta-feira (4), um idoso de 80 anos causou uma explosão na cozinha ao tentar matar uma mosca com uma raquete elétrica.

O fato ocorreu na aldeia de Parcoul-Chenaud, na Dordonha, a nordeste de Bordéus. De acordo com o jornal local Daily Mail, o fato aconteceu quando ele estava jantando e o inseto começou a incomodá-lo.

A raquete elétrica usada por ele, que não foi identificado, libera uma descarga elétrica que mata os insetos. No entanto, no caso dele, havia um vazamento de gás na casa, o que causou a explosão imediata.

Segundo informações locais, a cozinha ficou totalmente destruída, assim como parte do telhado.

O aposentado se jogou no chão no momento da explosão. Com queimaduras em ao menos uma das mãos, ele foi levado a um hospital para tratamento.

Por fim, devido a destruição em sua casa, ele precisou ser alojado em um local de acampamento próximo

Categoria(s): Internacional.

Depois de dar à luz, jovem testemunha de jeová recusa transfusão sanguínea e morre

Sem dúvidas,alguns dos dilemas que mais dividem opiniões na atualidade são aqueles que envolvem a liberdade individual e a religião. A situação é ainda mais intensa quando se trata de pôr em risco a vida de alguém. Esse é justamente o contexto do que aconteceu com uma jovem grávida testemunha de jeová.

A morte de uma jovem gerou grande repercussão após detalhes da situação serem divulgados. Eloíse Dupuis foi até o hospital pois havia chegado a hora de dar a luz ao seu primeiro filho. De acordo com o portal Jornal do Quebec, durante o trabalho de parto, surgiram algumas complicações e uma hemorragia foi detectada pela equipe médica. A solução para o problema era uma medida relativamente comum para esses casos: receber uma transfusão de sangue.

Contudo, a situação não correu bem. Ainda de acordo com o portal, Elóise se recusou a passar pelo procedimento pois era Testemunha de Jeová e suas crenças não permitiam que fizesse a transfusão. O filho de Eloíse veio ao mundo, mas dias depois de realizar o sonho de ser mãe, a jovem de 27 anos faleceu por complicações do seu quadro e por não ter aceitado receber a transfusão.

Diante da grande polêmica sobre o caso, a equipe médica preferiu não comentar sobre o episódio por uma questão de ética. O caso causou muito impacto nas mídias locais e nas redes sociais, dividindo opiniões. Em comentários na internet algumas pessoas se perguntaram:” Seria essa a vontade de Deus?”. Outras simplesmente lamentaram o ocorrido. A história se passou em Lévis, no Canadá. Mesmo depois de muito tempo depois do ocorrido, esse caso sempre volta à tona e gera muitas reflexões interessantes.

Da Redação do Acontece na Bahia.

 

Categoria(s): Internacional.

Vacina ‘Sputnik V’ começa ser aplicada nesta semana na população Russa contra a covid-19

De acordo com anuncio do Ministério da Saúde da Rússia no último sábado (15) que produziu o primeiro lote da vacina contra a covid-19 registrada do país, que será comercializada com o nome Sputnik V.

“O primeiro lote da vacina foi produzido pelo Instituto Gamaleya de Epidemiologia e Microbiologia, do Ministério da Saúde”, disse a pasta em comunicado.

“Dentro de alguns dias, entre 10 e 13 de setembro, devemos obter permissão para lançar um lote da vacina para uso civil. A partir deste momento, a população passará a ser vacinada”, disse Logunov no dia 4 à agência de notícias Tass.

Nesse contexto, o diretor do instituto, Alexandr Ginzburg, havia informado que até dezembro deste ano ou janeiro de 2021 o país produzirá 5 milhões de doses mensais da vacina, e que no decorrer de um ano, será capaz de cobrir todas as necessidades de fornecimento.

Além disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recebeu com cautela a notícia de que a Rússia havia registrado a primeira vacina do mundo contra a covid-19, alegando que esta, assim como as demais, terá que seguir os procedimentos de pré-qualificação e revisão estabelecidos pela agência.

Ademais, A vacina russa não estava entre as seis que a OMS disse na semana passada serem as mais avançadas em desenvolvimento.

A agência baseada em Genebra citou, entre essas seis, três candidatas a vacinas desenvolvidas por laboratórios chineses, duas por empresas americanas (Moderna e Pfizer, neste último caso em conjunto com a alemã BioNTech) e uma britânica desenvolvida pelo grupo anglo-sueco AstraZeneca e a Universidade de Oxford.

Por fim, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira (14) que a Rússia “pulou alguns testes” no desenvolvimento da vacina, e que seu país não fará o mesmo.

Categoria(s): Internacional.

Professora morre de coronavírus na frente dos alunos durante videoaula

Na última quarta-feira (2), a professora Paola de Simone, de 46 anos,, faleceu do novo coronavírus quando lecionava uma aula virtual no curso de Relações Internacionais, na Universidad Argentina de la Empresa.

As informações são da revista “Vogue” e do jornal “Clarín”. Ela estava em sua casa quando desmaiou na frente dos alunos durante a transmissão pelo aplicativo Zoom.

Ela começou a passar mal durante a aula, deixando seus alunos preocupados. Eles chegaram a pedir seu endereço para oferecer ajuda, mas ela teria dito que não poderia informar.

Em seguida, desmaiou e morreu. Ela estava doente há cerca de um mês. O corpo foi encontrado pelo marido momentos depois. A universidade publicou uma nota de pesar lamentando o incidente.

“Paola foi uma professora apaixonada e dedicada, excelente profissional e uma grande pessoa, com mais de 15 anos de trajetória na UADE”, diz em nota a Universidade.

Categoria(s): Internacional.

Professora morre de coronavírus na frente dos aulos durante videoaula

Na última quarta-feira (2), a professora Paola de Simone, de 46 anos,, faleceu do novo coronavírus quando lecionava uma aula virtual no curso de Relações Internacionais, na Universidad Argentina de la Empresa.

As informações são da revista “Vogue” e do jornal “Clarín”. Ela estava em sua casa quando desmaiou na frente dos alunos durante a transmissão pelo aplicativo Zoom.

Ela começou a passar mal durante a aula, deixando seus alunos preocupados. Eles chegaram a pedir seu endereço para oferecer ajuda, mas ela teria dito que não poderia informar.

Em seguida, desmaiou e morreu. Ela estava doente há cerca de um mês. O corpo foi encontrado pelo marido momentos depois. A universidade publicou uma nota de pesar lamentando o incidente.

“Paola foi uma professora apaixonada e dedicada, excelente profissional e uma grande pessoa, com mais de 15 anos de trajetória na UADE”, diz em nota a Universidade.

Categoria(s): Internacional.

Hidroxicloroquina reduz risco de morte por coronavírus em até 30%, diz estudo

Um estudo italiano aponta que a hidroxicloroquina reduz o risco de morte por Covid-19, doença causada pela Covid-19, em 30%.

Além disso, o levantamento analisou 3.451 pacientes com a doença no período de 19 de fevereiro a 23 de maio em 33 hospitais em diversas regiões da Itália. Para obter o resultado, os dados desses pacientes foram comparados àqueles que não receberam o medicamento.

A pesquisa é do Mediterranean Neurological Institute e da Universidade de Pisa, na Itália, publicado no European Journal of Internal Medicine.

De acordo com o autor do estudo, o epidemiologista Augusto Di Castelnuovo, “os pacientes tratados com hidroxicloroquina tiveram uma taxa de mortalidade hospitalar 30% menor em comparação com aqueles que não receberam esse tratamento”.

Segundo a pesquisa, os resultados positivos ocorreram principalmente em pacientes que apresentavam um estado inflamatório mais evidente no momento da internação.

“Nossos dados foram submetidos a análises estatísticas extremamente rigorosas, levando em consideração todas as variáveis ??e possíveis fatores de confusão que pudessem entrar em jogo. A eficácia do medicamento foi avaliada em vários subgrupos de pacientes ”, afirmou Di Castelnuovo.

A hidroxicloroquina também está sendo utilizado no tratamento da malária e de doenças autoimunes, como artrite reumatoide, lúpus eritematoso sistêmico e síndrome antifosfolipídica.

Mais recentemente, apresentou um papel promissor em infecções virais já que inibe a entrada e disseminação viral em em modelos in vitro e in vivo, conforme descreve o estudo.

Categoria(s): Destaque, Internacional.

Fofoca é uma praga pior que a Covid-19, diz o Papa Francisco

O Papa Francisco durante discurso, no último domingo (6), feito de uma janela na Praça de São Pedro, aos seus fiéis que evitem fofocar.

Além disso,  ele disse que esse  ato é pior que o coronavírus e que pode ser usado para dividir a Igreja Católica Romana.

“Por favor, irmãos e irmãs, vamos fazer um esforço para não fofocar. Fofocar é uma praga pior que a Covid-19. O diabo é a grande fofoca”, disse o papa.

Ele sempre está dizendo coisas ruins dos outros porque ele é o mentiroso que quer dividir a Igreja”, afirmou.

O pontífice completou dizendo que “e algo dá errado, ofereça seu silêncio e suas orações ao irmão ou à irmã que cometeu um erro, mas nunca fofoque”.

Por fim, nesta semana, o Papa Francisco fez uma audiência para o público pela primeira vez em seis meses. Lentamente, o Vaticano busca voltar ao normal.

Categoria(s): Internacional.

Extinto na natureza há mais de 50 anos, cão cantor é visto em florestas da Indonésia

Tido como extinto na natureza por mais de 5 décadas, a espécie Canis hallstromi foi reencontrada em florestas da Indonésia.

Além disso, o cão cantor, como é apelidado, é conhecido por ter um uivo semelhante a uma música. Chama atenção pelo tom agudo em que seus uivados chegam.

Ademais, apenas 200 animais da espécie vivem no mundo, todos em cativoeiros. Eles são descendentes diretos de animais silvestres capturados nos anos 70

Os resultados foram publicados recentemente pela revista científica americana National Academy of Sciences of the United States of America (PNAS), a publicação oficial da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos.

Por fim, a dúvida dos cientistas, agora, é como conseguir aumentar a população de animais silvestres desta espécie. O habitat natural dela, as florestas tropicais da Indonésia, vem sofrendo com desmatamentos em virtude do avanço da agricultura.

Categoria(s): Internacional.