Condenado em última instância da Justiça, jogador Robinho se isola e evita exposição

Uma notícia tem repercutido nas redes sociais nesta quinta-feira (17). Isto porque no dia 19 de janeiro o jogador Robinho foi condenado por estupro coletivo na última instância da Justiça italiana e sua rotina mudou a partir de então.

Segundo pessoas próximas, Robinho já estava tendo um comportamento mais isolado, entretanto, o fato de ficar sabendo da pena final de nove anos de prisão na Itália, fez com que o jogador ficasse ainda mais recluso. O jogador de futebol está em liberdade no Brasil e na maior parte do tempo fica em sua casa, localizada no luxuoso condomínio Jardim Acapulco, no Guarujá (SP). O jogador Robinho não pode ser extraditado. A Itália emitiu mandado de prisão internacional em nome de Robinho o que o impede de sair do país.

O craque de futebol, que tem 38 anos, tem casa na cidade de Santos, mas opta por Guarujá neste momento pela privacidade. Robinho tem evitado qualquer exposição pública e não tem aparecido nas redes sociais.

O jogador ainda não falou abertamente sobre o fim da carreira, porém, pessoas próximas a ele dizem que talvez seja uma possibilidade. Robinho rejeitou sondagens recentes de clubes de pequeno porte após viver a expectativa de voltar a jogar pelo Santos. O craque, diante de um futuro incerto, treina na própria academia para se manter em forma.

Com passagens pelo futebol chinês (Evergrande), e jogar pelo Real Madrid, Manchester City e dois clubes da Turquia (Basaksehir e Sivasspor), ter problemas financeiros não é preocupação de Robinho, que ainda atua no mercado de investimentos. De acordo com um amigo de Robinho, o jogador “tem dinheiro para ele, os filhos e os netos”, disse ao UOL.

A mulher albanesa vítima de violência sexual cometida pelo jogador Robinho e seu amigo Ricardo Falco, falou pela primeira vez por menagem ao UOL Esporte. A vítima R. (que não quer ser identificada), convoca a todas as mulheres que tenham sofrido agressão que denunciem seus agressores.

“Mulheres, denunciem, não tenham medo de seus agressores porque diante de cada agressor há outras dez pessoas boas prontas a te ajudar: um amigo, um familiar, um policial competente, um juiz, mas, sobretudo, a Justiça”, afirmou.

A mulher salienta que a Justiça nunca pagará a dor de um crime sofrido, entretanto, pode evitar que outras mulheres sejam vítimas de violência sexual.

“Mesmo que ela [Justiça] não seja totalmente reconfortante, porque nunca pagará a dor, a raiva ou fará você voltar a ser a pessoa que era antes, a Justiça será reconfortante para outra mulher. Uma mulher que pode ser nossa mãe, nossa amiga, nossa irmã ou nossa filha. Só denunciando podemos evitar que isso volte a acontecer”, disse.

O episódio de estupro coletivo envolvendo o nome do jogador Robinho aconteceu em Milão, na boate Sio Cafe, durante a madrugada de 22 de janeiro de 2013. A mulher albanesa que foi vítima na época comemorava seu aniversário de 23 anos. O ato criminoso contou com a participação, além de Robinho, que na época defendia o Milan, de Ricardo Falco, amigo do atleta, e de outros quatro brasileiros que também foram denunciados.


Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , , , , , .

Categoria(s): Destaque, Esporte, Nacional.

“Traz meu pai de volta”: Torcedor do Bahia morre após o time perder o jogo e filha lamenta nas redes

Uma filha fez um relato ao se sentir desacreditada com o que aconteceu com o próprio pai. Ele acabou passando mal ao assistir o jogo do time preferido e não resistiu

Ludimila Cunha, usou as redes sociais e comoveu a todos nesta sexta-feira (10). A estudante de nutrição relatou que o pai dela, o Aílton Mangueira da Cunha, estava assistindo o jogo Bahia, o time preferido da família, quando ele passou mal e acabou enfartando. O Aílton teria se emocionado muito  negativamente após o Bahia perder o jogo e ser rebaixado. Na partida em questão, o Bahia perdeu para o Fortaleza por 2 a 1. Diante disso, a moça ficou desacreditada com a perda súbita do pai e escreveu:

“Ainda sem chão, a ficha não cai.. meu pai teve um infarto assistindo o jogo, parece que abriram um buraco no meu coração, dói tanto!!!![…]Por favor meu Deus… TRAS MEU PAI DE VOLTA 😭😭😭😭😭😭 eu estava com ele hoje de manha e ele estava bem.” Mas não termina aí.

Por conta do episódio, Ludimilla recebeu muito apoio e mensagens de conforto nas redes sociais. A jovem afirmou: “Estou desolada, acabei de enterrar meu pai.. obrigada a todos vocês pelas lindas mensagens de apoio 🙏🏻😔” Diante do ocorrido, a equipe do Acontece na Bahia lamenta muito o que aconteceu e presta solidariedade à Ludimilla e à sua família.

Da Redação do Acontece na Bahia.

Tag(s): .

Categoria(s): Esporte, Nacional.

Morre, aos 19 anos, jogador de base da equipe do São Paulo: “Havia passado por três clubes”

Um jovem muito promissor nos deixou hoje. Ele já havia passado pelas categorias de base e tinha um brilhante carreira pela frente.

Aos 19 anos, o meio-atacante Matheus Piffer se foi nesta quinta-feira (9). O jogador era um dos possíveis nomes do futebol profissional no futuro e já havia jogado nas categorias de base de São Paulo. Nas redes sociais, o clube relatou:

“O São Paulo FC lamenta o falecimento de Mateus Piffer, meia de 19 anos que passou pela nossa base entre 2016 e 2019. Desejamos força e luz para os amigos e familiares.” Mas afinal, o que aconteceu?

Matheus chegou a jogar na categoria entre 2016 e 2019, alcançando marcas e prêmios importante. Contudo, o rapaz enfrentou uma longa batalha contra o câncer e a sua saúde vinha oscilando muito, o que o afastou dos campos. Natural de pedreira, do interior de SP, Matheus havia começado no Ponte Preta, ido para o São Paulo e depois para o Joiville.

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): , .

Categoria(s): Esporte, Nacional.

Esporte de luto: Morre o jogador brasileiro Riuler de Oliveira, aos 23 anos

O esporte enfrenta um dia difícil nesta terça-feira (23). Morreu o jovem jogador Riuler de Oliveira Faustino, aos 23 anos.

Com uma carreira promissora pela frente, o brasileiro estava desbravando o esporte no estrangeiro. O jovem jogador Riuler estava jogando na primeira divisão do futebol japonês, no clube Shonan Bellmare. O atleta faleceu durante a madrugada por conta de um infarto. Mas não termina aí.

Durante a carreira, Riuler passou pela categoria de base do São Paulo. No período entre 2013 e 2015, posteriormente indo para o Athletico. Em seguida, o atleta chamou atenção dos holofotes internacionais, se profissionalizando no Japão e jogando no FC Osaka. Agora a família, está resolvendo as questões do translado de Hiratsuka para o Brasil. Nas redes sociais, o Athletico Paranense afirmou:

“O Athletico Paranaense presta solidariedade a todos os amigos e familiares de Riuler, que faleceu hoje. Riuler defendeu a nossa camisa na Formação e jogava atualmente no Shonan Bellmare. Desejamos forças a todos neste momento difícil.”

Da Redação do Acontece na Bahia

Tag(s): .

Categoria(s): Destaque, Esporte, Nacional.