“Sou a principal interessada”,diz viúva de Tom Veiga em posição favorável a exumação de corpo do ator 

Uma notícia tem sido destaque nas redes sociais nesta segunda-feira (12). A viúva do ator Tom Veiga, Cybelle Hermínio,contestou as acusações que tem sofrido com relação a supostas agressões feitas ao ator. Em uma entrevista concedida a Roberto Cabrini, no Domingo Espetacular desse domingo (11),Cybelle afirmou que está sofrendo com acusações feitas por meio de redes sociais e chorou lamentando tudo que tem acontecido, além de indicar ser favorável a exumação do corpo de Tom Veiga.  “Sou a principal interessada”, afirmou.

“Nesse momento eu tenho jornalistas que me chamam de monstro, e pessoas que me definem como assassina, vagabunda, usurpadora”, desabafou. Mas não é só isso…

Ainda durante a entrevista, Cybelle não confirmou a veracidade do conteúdo dos áudios em que Tom Veiga se manifestou irritado com agressões sofridas. “Nada disso é verdade. Nunca houve violência, de ambas as partes. Uma pessoa que realmente é agredida tem interesse em perguntar como a outra está, ir até você? Eu diria que é contraditório”,comentou.

A viúva de Tom ainda desmentiu a acusação de que havia atirado uma garrafa no ator, contradizendo a fala de Tom Veiga no áudio.”Óbvio que não. Se isso realmente aconteceu, por que ele não fez um boletim de ocorrência, um exame de corpo de delito?”, concluiu Cybelle.

Da redação do Acontece na Bahia

Tag(s): .

Categoria(s): Destaque, Nacional.

Caso Henry: Monique Medeiro, mãe de Henry, passa mal no presídio e é internada

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de segunda-feira (12). A mãe do garoto Henry Borel, Monique Medeiros, passou mal no Instituto Penal Ismael Sirieiro, localizado em Niterói, na Região Metropolitana do Rio, onde está presa e teve que ser encaminhada para um atendimento médico. O fato aconteceu na madrugada de hoje (12).

De acordo com as informações do site G1, a mulher sentiu fortes dores abdominais após urinar e pediu para ser atendida por um profissional. Assim, ela foi encaminhada ao Hospital Penal Hamilton Agostinho, que fica dentro do próprio Complexo Penitenciário de Gericinó.

Ela foi diagnosticada com uma infecção urinária pelos profissionais da unidade. Dessa forma, Monique deve ficar internada por pelo menos mais três dias no local para receber o acompanhamento e a medicação necessária.

Leia mais sobre o caso em:s

Caso Henry: Perícia aponta 23 lesões por ‘ação violenta’ no dia da morte; perita acredita que garoto apanha todos os dias

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Caso Henry: Perícia aponta 23 lesões por ‘ação violenta’ no dia da morte; perita acredita que garoto apanha todos os dias

O caso do garoto Henry, que chocou o Brasil, tem gerado mais desdobramentos nesta segunda-feira (12). Após a reconstituição da morte do garoto Henry Borel, os peritos responsáveis pelo caso descartaram “a possibilidade de um acidente doméstico (queda)”, que foi apontado como a causa da morte após o exame de necropsia no corpo do garoto.

Nesse contexto, os profissionais encontram 23 lesoes espalhadas pelo corpo de Henry. As feridas “apresentavam características condizentes com aquelas produzidas mediante ação violenta (homicídio)”.

Dentre as lesões encontradas, as principais foram, a laceração no fígado, danos nos rins e a hemorragia na cabeça.

“Não há a menor hipótese de ele ter caído, quer seja da cama, quer seja da poltrona, quer de uma estante, que tem 1,20 metro de altura”, frisou Denise Gonçalves Rivera, perita criminal da Polícia Civil do RJ que está a frente do caso.

“Fizeram todas as medições e viram que, em nenhuma dessas circunstâncias, ele teria essas lesões que a necropsia apresentou”, completou.

O laudo apontou também lesões de alta e baixa energia decorrentes de agressões. De acordo com a reconstrução do caso, a mãe de Henry, Monique Medeiros, afirmou que o garoto acordou três vezes com o barulho da televisão da sala, onde o casal assistia uma série.

“É possível que Henry tenha sido agredido cada vez que ele ia reclamar”, afirma a perita.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , , .

Categoria(s): Destaque.

Orlando Morais, marido de Glória Pires, desabafa após ficar internado com Covid-19: ‘Me segurei nos olhos da Glória’

Uma bela história chamou a atenção dos internautas nesta manhã de segunda-feira (12). O músico Orlando Morais quebrou o silencio e desabafou sobre os dias que passou internado devido à infecção com o coronavírus. O cantor afirmou que “se segurou nos olhos” da esposa. Já Glória afirmou que temeu que “o pior acontecesse”.

O cantor, que teve alta no início deste mês, desabafou: “Me segurei nos olhos da Glória para não sair de mim. Ficava linkado nela o tempo todo. Mesmo quando ela estava dormindo ou eu tinha que ficar de bruços. O olhar dela era a minha referência. Sentia que minha vida estava ali, que, se desvinculasse, não conseguiria voltar”, afirmou em entrevista ao jornal O Globo.

“Sou forte, mas foi grave. Meu pulmão não tem inflamação, mas ficou craquelado. Essa doença é muito nova, porque não é uma dor. Falta o ar o tempo inteiro, e você não sabe o que fazer”, relatou Orlando.

Além disso, o cantor afirmou à família que sentia que “algo poderia acontecer” e que eles deveriam estar “preparados para tudo”.

“Já tive várias doenças, sete pneumonias. Mas essa é como sentir sua vida indo embora a todo o segundo. Bento, Antonia, Ana e Cleo foram guerreiros. Eles piraram e agora estão tudo aqui, em volta de mim”, finalizou.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.