Casos mais marcantes do ano: Autoridades descobrem que jovem que morreu em motel após sair com o homem não teria sido violentada

Um caso que chocou o Brasil recebeu novas informações que estão repercutindo no domingo (31 de janeiro).  Trata-se do caso da jovem que morreu após ir ao motel com o homem que estava conhecendo.

O mistério acerca da morte da jovem Lívia Izabel Zanetoni, de 16 anos, vítima de uma hemorragia de causas desconhecidas em um motel em Pinhais, no estado do Paraná, continua. As informações recentes, dadas pelo delegado responsável revelam que não existiu uma tentativa de homicídio, mas que nenhuma hipótese pode ser descartada.

O suspeito da morte da garota, Lucas Nascimento de Carvalho, de 29 anos, havia levado Lívia para o motel na tarde da quarta-feira (20) para que a menina perdesse a virgindade. Segundo ele, durante o ato uma forte hemorragia começou. Lucas pediu socorro aos funcionários do motel, que ajudaram a vestir e levá-la ao pronto atendimento, porém, pouco tempo depois a jovem faleceu.

Segundo informações, a família da vítima era contra o relacionamento por conta da grande diferença de idade. Além disso, o suspeito possui uma grande ficha criminal que envolve roubo, receptação, ameaça e tentativa de homicídio. Por faltas de provas, Lucas Nascimento continua solto desde a quinta-feira (21). Posteriormente, descobriu-se que a moça teria morrido após hemorragia decorrente de um quadro de um edema pulmonar

Da Redação do Acontece na Bahia.

Categoria(s): Destaque.

Comente: