Caso Henry: Câmera de segurança foi encontrada em quarto do garoto e pode mudar rumos da investigação

Uma notícia chamou a atenção dos internautas nesta manhã de sexta-feira (16). Agentes da 16ª DP (Barra da Tijuca) acharam, durante a perícia suplementar, uma câmera de monitoramento no quarto do menino.

De acordo com o site Metrópoles, o equipamento foi citado por uma cabelereira, que preferiu não ser identificada, que afirmou que Monique Medeiros da Costa e Silva de Almeida, mãe de Henry, falou sobre a câmera em conversa com a babá de Henry, Thayna de Oliveira Ferreira.

A cabelereira prestou depoimento ao ao delegado Henrique Damasceno, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), e afirmou que Monique e Jairinho discutiram pelo telefone após uma suposta agressão alertada pela babá.

Assim, nesta ocasião, Monique procurou se na região havia alguma loja que vendesse câmeras de segurança. A ideia de Monique era colocar uma câmera que flagrasse as agressões do parlamentar.

Mãe de Henry Borel troca de advogado e casal agora aposta na estratégia de defesas separadas

Dessa forma, o equipamento pode ser utilizado pela defesa de Monique para inocentá-la.

Da redação Acontece na Bahia.

Tag(s): , .

Categoria(s): Destaque.

Comente: