Caso Flordelis: Polícia investiga bomba jogada em casa de testemunha

Na madrugada da última sexta-feira (4, uma testemunha da investigação no caso da morte do pastor Anderson do Carmo relatou à polícia que uma bomba caseira foi jogada em sua casa.

Nesse contexto, o caso é investigado pela delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí.

Além disso, adeputada federal Flordelis, esposa do pastor, é apontada pela polícia e pelo Ministério Público como a mentora e mandante do assassinato. Ela não pode ser presa devido à imunidade parlamentar.

Por fim, a Comissão de Ética da Câmara dos Deputados iniciou um processo de análise do caso que pode terminar com a cassação do seu mandato. O projeto precisa passar pelo plenário, mas os partidos já decidiram que vão aprová-lo.

Categoria(s): Nacional.

Comente: